31 agosto, 2012

Ficção e realidade política

Nota: Eu sei que citei o Rafucko aqui no blog faz apenas uma semana, mas o cara é tão foda que vou citá-lo novamente.


#####


___Para quem não sabe, Eduardo Paes está tentando se reeleger prefeito do Rio de Janeiro. Para tanto, adotou como lema de campanha “Somos um Rio”.


Logo: Eduardo Paes


___Fazendo uma crítica pertinente e muito séria, o fabuloso Rafucko tem interpretado o prefeito e candidato Eduardo Pae$ na campanha “Somos um Rio, você é outro”. Deem uma olhada em dois dos vídeos:*


[embed width="500"]http://www.youtube.com/watch?v=OZdYonDU0vA[/embed]
[embed width="500"]http://www.youtube.com/watch?v=MJPCVKYqdus[/embed]


___Claro que o trabalho do Rafucko é uma ficção –, ainda que denunciando problemas reais. E, acrescento, mesmo gostando muito desse tipo de abordagem crítica, muitas vezes a não-ficção consegue ser tão absurda quanto.


Serra vai de helicóptero à zona leste e promete melhorar transporte
#####


P.S.: Caso alguém resolva comentar que o candidato (e ex-prefeito e ex-governador) José Serra é muito ocupado, que ele tem mesmo de andar de helicóptero, responderei que desocupado é o pedreiro que sai às 4h30min da manhã da Zona Leste, o professor que chega em casa às 23h45min e ainda tem de preparar aulas, a pasteleira que monta a barraca antes da condução começar a funcionar, a enfermeira que...
P.P.S.: Vi a notícia do Serra indo à Zona Leste de helicóptero no divertido Causos do Metrô de SP. Foi lá também que eu vi uma das melhores tirinhas recentes sobre a falta de vergonha na cara do PSDB quanto aos cuidados com o metrô de São Paulo (e todo o apoio que o prefeito Kassab dá a isso):


Geraldices - Metrô


 

__________
* E quem é de Sampa, aproveite para perceber como as críticas encaixam direitinho com os governos do PSDB e seus aliados – que permanecem no poder e, infelizmente, tentam continuar.

27 agosto, 2012

Fascismo?

___Em 3 de abril de 1921, Jacques Mesnil* relatou no jornal L’Humanité como os fascistas abordavam a população agrícola que vivia próxima a foz do rio Pó, mais precisamente em La Polesine (região de interesse da elite rural local).




___[Os fascistas] Dão ordens assim que chegam nas casas: circulem em volta da casa! Eles são cem, armados de fuzis e revólveres. Eles chamam o chefe da liga camponesa e o intimam a descer dos caminhões. ‘Se você não descer, nós queimamos a sua casa, sua mulher e seus filhos.’ Ele descia. Assim que abria a porta do caminhão era submetido a terríveis torturas e muitas vezes o matavam, abandonando-o em um lugar ermo, embaixo de uma árvore no campo. Se ele não obedecesse e usasse uma arma para se defender, era imediatamente assassinado no meio da noite. Cem homens contra um.  



___Hoje, em São Paulo, tristemente, algo bem parecido acontece. A especulação imobiliária – para o governo e para uma parcela da população – acaba sendo mais importante do que a vida das pessoas. O exemplo mais famoso é caso de Pinheirinho.


Pinheirinho - Incêndio
Massacre do Pinheirinho, por Carlos Latuff
Pinheirinho - Fortes x Fracos
Remoções forcadas, por Latuff
Pinheirinho - Incêndio


___Infelizmente, Pinheirinho não é um caso isolado. Vide os inúmeros incêndios em favelas que têm acontecido ultimamente.** No entanto, mesmo que parecido, não é exatamente o mesmo quadro da Europa do início do século XX. Por isso mesmo, eu achava difícil definir o fenômeno. Achava, até que eu vi a ótima sacada do Gilberto Maringoni, candidato, neste ano, a vereador pelo PSOL.


Campanha quadro a quadro, por Maringoni - 50550


Clique na imagem para ampliar.


___Sem dúvida, o que acontece atualmente é um caso gravíssimo de fascismo "fofo".


__________
* Pseudônimo do jornalista belga Jean-Jacques Dwelshauvers.
** Pensei em colocar alguns links nas palavras “incêndios em favelas”, mas foram tantas opções recentes que eu achei melhor deixar apenas esta nota de rodapé e um conselho para que vocês mesmos pesquisem. Sério, são muitas opções. (De qualquer modo, caso seja necessário, deixo um print screen aqui.)

24 agosto, 2012

Vlogueiros

___Outro dia elogiei o Clarion de Laffalot aqui no Incautos e vieram me perguntar o que eu via de bacana nele. Além do cavanhaque, é claro, gosto do Clarion por conta de vídeos como esse aqui:


[embed width="500"]http://www.youtube.com/watch?v=4WTgxO7E_qQ[/embed]
#####


P.S.: Além do Clarion, também adoro o maravilhoso Rafucko. Para quem ainda não o conhece, vale se inteirar do ótimo trabalho que ele tem feito na luta contra a homofobia. Mas, hoje, deixo um vídeo sobre outro tema, a eleição municipal do Rio de Janeiro, com o Rafucko mostrando porque a Regina Duarte vota em Eduardo Paes.


[embed width="500"]http://www.youtube.com/watch?v=GXCdaKLd8Cw[/embed]

21 agosto, 2012

Orgulho...

___Depois de saber que eu falei sobre homossexualismo em meio a uma aula de História, o diretor de uma escola em que eu trabalhei me perguntou: “Para quê? Por que você resolveu falar sobre isso?”. Inicialmente, pensei em responder simplesmente “Por que não falar?” e encerrar o assunto. No entanto, didaticamente, respirei fundo e expliquei.


###


___Há alguns meses, uma ex-aluna, estudante daquele mesmo colégio, mandou-me uma mensagem por uma dessas redes sociais. Queria mostrá-la para o meu ex-diretor.




Trida,
Nao sei se vc se lembra de mim, fui sua aluna no XXX.
De tds os professores que eu ja tive na vida, apenas tres me marcaram, e eu me lembro bem ate hoje!
E vc foi um deles!!!
Suas aulas me prendiam, e a sua pessoa me fascinava! Vc me ensinou, a nao ter vergonha do que sou, e a nao temer meus sonhos, mas segui-los com toda a minha coragem e acreditar neles por mais que ninguem acreditasse!
Sempre tive uma educacao sexual muito limitada, cheia de pudores mas vc me fez enxergar que aquilo que eu era, era normal, talvez nao aos olhos da sociedade, mas era normal pra mim, e era aquilo que eu era, a minha essencia!
Gracas a Deus encontei alguem que me entende, nao me julga, e nao tem problemas com aquilo que sou! Obrigada por me fazer acreditar que isso era possivel!!!!
Vc foi mais que um professor de historia!
Vc foi um professor que me ensinou a viver, e a acreditar em mim!!!
Obrigada!
Beijos da sua ex aluna
XXXXXX!



#####


Links recomendados:
- “Viva o Dia do Orgulho Heterossexual!”, por M. Ulisses Adirt.
- “‘Queria ser hétero, mas não consigo’”, por Alex Castro.
- Vídeos sobre a “Ditadura Gay”, do Rafucko.

17 agosto, 2012

Lição de casa

Lição do Trida


___Pena que a minha aluna teve preguiça de fazer a lição. Pelo menos ela percebeu que não era uma tarefa braçal-automática, que era necessário pensar bastante para fazê-la. Fico um pouco satisfeito.

14 agosto, 2012

Ménage à quatre

___Além de cursos de Nutrição, academias de dança são um ótimo lugar para se encontrar muitas mulheres – e poucos homens. A diferença numérica é tão gritante que – além de parecerem um paraíso – algumas academias contratam rapazes simplesmente para completar par, para dançar com as alunas.*
___Por isso mesmo, assistir uma coreografia bacana com três cavalheiros e apenas uma dama (e não o contrário) é tão interessante. Aproveitem.


[embed width="500"]http://www.youtube.com/watch?v=rBE9u3zGhAY[/embed]


__________
* Para quem tem vontade de saber mais sobre o assunto, escrevi uma reportagem sobre esses bolsistas de academia de dança no número 58 da revista Ocas”. Procurando, é possível encontrar, no blog da Carol Costa, o quanto ela gostava de dançar com esses rapazes. Procurando, é possível encontrar, entre os textos do Gustavo Gitti, histórias do tempo em que ele foi bolsista de uma academia de dança.

11 agosto, 2012

Ninguém curtiu isso

___Em uma das partes mais famosas e divertidas da Odisséia, Ulisses e alguns companheiros acabam aprisionados na caverna do ciclope Polifemo. Quando o monstro pergunta o nome do líder dos prisioneiros, Ulisses responde:
___– Meu nome é Ninguém.
___Mais tarde, enquanto o ciclope meio bêbado dormia, Ulisses e seus homens pegam o cajado do monstro, aguçam-no, esquentam-no e furam o olho do inimigo. Machucado, desesperado e cego, Polifemo chama pelos outros ciclopes da região. Esses, à entrada da caverna obstruída por uma grande pedra, perguntam o motivo para os gritos do companheiro.


Odisseu e o ciclope Polifemo


___– Ninguém está me matando! –, responde o ciclope ferido.
___Como “ninguém” estava fazendo mal a Polifemo, os outros ciclopes não dão importância aos gritos do irmão e se afastam. Com isso, pouco depois, Ulisses e seus companheiros conseguem escapar.*


###


___Essa estorinha é contada amplamente desde, pelo menos, o século VIII a.C..
___Hoje, por conta da moda do Facebook e afins, com a onda de aprovar/compartilhar/curtir, surgem versões contemporâneas.


Ninguém curtiu isso


___Pode não ajudar ninguém a derrotar um monstro, mas deve fazer algumas pessoas darem risada.


 

Nota: Piadinha originalmente vista aqui.
__________
* Homero, Odisséia. Canto IX.

03 agosto, 2012

Meia

___– Alô?
___– Alô. Por favor, o professor Ulisses?
___– É ele mesmo.
___– Olá. Meu nome é Rubens. Você é professor de História, né?
___– Isso mesmo.
___– Dá aula particular.
___– Sim. Dou.
___– Eu estou estudando Turismo e estou com muita dificuldade na parte histórica. E o professor é muito rígido. Queria saber se você poderia me ajudar com as leituras da faculdade. Tipo ler comigo e ir me explicando.
___– Posso sim.
___– E quanto você cobra?
___– Cem reais hora/aula.
___– E tem desconto para estudante?
___– ...

Site Meter