16 novembro, 2015

O educador do ano

Frank Underwood

___Frank Underwood é a personagem protagonista da série House of Cards. Exemplo de político manipulador, ele conseguiu fazer com que um pai, que o culpava pela morte da filha, mudasse de lado e se convertesse em apoiador. Mesmo tendo acompanhado Underwood fazendo essas manobras por três temporadas, tenho de dizer: ele tem muito a aprender com Geraldo Alckmin. 
___É, no mínimo, impressionante que Alckmin, governando mal, tenha conseguido se reeleger no primeiro turno. Reeleito, com o PSDB, seu partido, governando o estado de São Paulo desde 1995,* Geraldo Alckmin conseguiu deixar mais de 60% dos paulistanos sem receber água em algum momento. Para quem tiver estômago, vale muito ler o falecido – e atual – Boletim da Falta d'Água em SP
___Então, contra todas as expectativas (e torneiras secas), Geraldo Alckmin recebeu um prêmio de gestão hídrica na câmara dos deputados.  

Frank Underwood

###

___A educação pública estadual, nos ensinos fundamental e médio, continua vergonhosa. O único caso real de resultado excelente, a Escola Técnica Estadual de São Paulo, a ETESP, acaba servindo como propaganda positiva do governo e, tristemente, acaba prejudicando toda a educação do estado. 
___A propaganda positiva é mentirosa, já que os bons resultados da escola estão ligados ao vestibulinho disputado e não ao investimento do governo estadual.** A educação estadual como um todo acaba sendo prejudicada, pois o governo aproveita o bom resultado de uma escola técnica para abrir outras escolas técnicas por São Paulo. O problema é que não são os mesmos alunos bem preparados que entram nessas outras escolas e, portanto, o resultado delas obviamente não é tão bom. Além disso, os professores das escolas técnicas recebem menos benefícios do que os das escolas estaduais tradicionais: proliferar escolas técnicas é tornar a classe dos professores ainda mais mal remunerada.
___Agora, o governador Geraldo Alckmin resolveu “reorganizar” algumas das escolas estaduais tradicionais. A maioria das escolas será separada em unidades de ensino fundamental I, de fundamental II e de ensino médio. Com isso, um grande número de estudantes e professores acabará sendo realocado, algumas escolas fecharão e algumas, curiosamente, irão se tornar escolas técnicas. Reagindo a isso, alguns estudantes, lindamente, resolveram ocupar suas escolas. Como costuma ser modus operandi da PM com qualquer oposição ao governo do PSDB, a violência policial comeu solta. 

Violência da PM #OcupaEscola

___Será que, com tudo isso, vão acabar premiando o Alckmin como Educador do Ano?

#####

P.S.: Textinho curto e muito acertado da Bárbara Carneiro sobre o #OcupaEscola.
P.P.S.: Como combina muito com este texto, tenho de compartilhar essa reportagem: “Sem água, escolas estaduais dispensam alunos mais cedo”. 
#####

Atualização (18/XI/2015): Outro texto lindo, agora da Vanessa Rodrigues, sobre o #OcupaEscola. 


__________
* E, sendo assim, tendo tido a chance de fazer incontáveis obras, melhorias e manutenções que teriam evitado a crise de abastecimento hídrico.  
** Apesar de reportagens malfeitas dizerem, literalmente, “Escola pública melhor classificada no Enem investe na formação e remuneração do professor”, a ETESP passou por uma grande greve no ano passado e um dos motivos foi, exatamente, a má remuneração. Os bons resultados obtidos estão ligados à rígida seleção para entrar na escola e a alguns poucos professores dedicados.
Site Meter