31 de dezembro de 2021

A solução de todos os problemas: dê mais dinheiro para as Forças Armadas

Há quase um ano, em janeiro de 2021, quando pessoas em Manaus estavam morrendo por falta de oxigênio, o general Hamilton Mourão, vice-presidente do país, disse que “O governo está fazendo além do que pode dentro dos meios que a gente dispõe. Agora, eu já falei aqui para vocês várias vezes a respeito da Amazônia. Na Amazônia as coisas não são simples, (...) você só chega lá de barco ou de avião. Qualquer manobra logística para você, de uma hora para outra, aumentar a quantidade de suprimentos lá requer meios que, vamos colocar aí, a Força Aérea até alguns anos atrás tinha Boeings”. O vice-presidente continuou então defendendo que, se as Forças Armadas tivessem mais recursos, tudo estaria resolvido.

Literalmente, em meio a uma bruta calamidade, com um monte de gente morrendo sem ar, morrendo de uma maneira horrível, o infeliz não teve vergonha na cara e foi lá defender mais grana no bolso dos seus. Agora, em dezembro de 2021, outra tragédia atinge a Bahia. No caso, enchentes. Partidários das Forças Armadas, presidente de férias incluso, enfatizam a ação do exército. Ação que, claramente, não tem sido o bastante.



            Na Antiguidade, em meio às guerras de gregos contra persas, os gregos fundaram a Liga de Delos. Grosso modo, uma união de cidades-Estado que enviavam recursos para a Liga que, então, defenderia os gregos de ameaças externas. Atenas, liderando a Liga, desviou os recursos da Liga de Delos e os investiu na própria pólis. Inclusive, parte dos recursos serviram para fortalecer a marinha ateniense.

            Forte, Atenas passou a mandar na Grécia. Quem não era ateniense não achou essa história muito bacana. Resultado: décadas de guerras de gregos contra gregos que acabou por enfraquecer a Grécia. Tivemos outra pessoa na presidência que explicou muito bem esse acontecimento.

Agora eu volto para a fala do vice-presidente Mourão utilizando uma crise humanitária como desculpa para defender mais recursos para as Forças Armadas. Dar mais dinheiro para as Forças Armadas resolverá qualquer problema? A pergunta mais importante é: resolverá para quem?

 


 

30 de novembro de 2021

Museu do Ipiranga ou melhor... Museu Paulista

     Vídeo-aula comentando como o Museu do Ipiranga monta toda uma narrativa histórica para defender a tese de que São Paulo foi importantíssimo para a formação do Brasil.

 


 

Bibliografia, fontes e materiais utilizados:

- Atlas histórico escolar. Rio de Janeiro: FAE, 1991.

- Imagens dinâmicas do museu: Jornal da Gazeta. 2007. https://youtu.be/xK4hnPipC5Q.

- ALBUQUERQUE, Georgina de. Sessão do Conselho de Estado. Pintura. 1922.

- AMÉRICO, Pedro. Independência ou morte. Pintura. 1888.

- BRIZZOLARA, Luigi. Esculturas dos bandeirantes Fernão Dias Pais Leme e Antônio Raposo Tavares. c. 1920.

- CALIXTO, Benedito. Domingos Jorge Velho. Pintura. 1903.

- HOLANDA, Sergio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 2014.

- LE GOFF, Jacques. História & Memória. Campinas: Unicamp, 2013.

- MOREIRA, Quincas. Kazoom. Trilha sonora. 2020. https://www.youtube.com/audiolibrary.

- PARANHOS, Paulo. Primeiros núcleos populacionais no Sul das Minas Gerais. In: Histórica. nº 7. 2005.

- The U.S. Marine Corps Band. Roast Beef of Old England. Trilha sonora. 2016. https://www.youtube.com/audiolibrary.  

26 de outubro de 2021

A mítica da fundação de São Paulo

            Vídeo-aula analisando as pinturas A fundação de São Paulo, de Oscar Pereira Silva e Antonio Parreiras, para falar do imaginário que os paulistas quiseram construir sobre a formação do Brasil.


 

 

Bibliografia, fontes e materiais utilizados:

- Retratos dos governadores-gerais: Tomé de Sousa: Jean-Baptiste Debret, 1822. Duarte da Costa: anônimo, c. 1970. Mem de Sá: Manoel Víctor Filho, 1969.

- GUERRA, Júlio. Monumento de Borba Gato. Escultura. 1957.

- KENNY, Aaron. Imperial Forces. Trilha sonora. 2020. https://www.youtube.com/audiolibrary.

- MEIRELLES, Victor. Primeira missa no Brasil. Pintura. 1860.

- MENDES, Sam. 1917. Trailer do filme. 2019.

- MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra de. Pintura Histórica: documento histórico? In: Museu Paulista – USP. Como explorar um museu histórico. São Paulo: Museu Paulista/USP, 1992. pp. 22-25.

- MONTEIRO, Michelli Cristine Scapol. Fundação de São Paulo: a origem da cidade representada por Oscar Pereira da Silva e Antônio Parreiras. VII Encontro de História da Arte. Campinas: Unicamp, 2011.

- MONTEIRO, Michelli Cristine Scapol. Fundação de São Paulo, de Oscar Pereira da Silva: trajetórias de uma imagem urbana. Mestrado. São Paulo: FAU-USP, 2012.

- PARREIRAS, Antonio. Fundação de São Paulo. Pintura. 1913.

- SCHLICKMANN, Gabriel. Foto jornalística do monumento de Borba Gato em chamas. 2021. https://g1.globo.com/sp/noticia/2021/07/24/estatua-de-borba-gato-e-incendiada-por-grupo-em-sao-paulo.ghtml.

- SILVA, Oscar Pereira. Fundação de São Paulo. Pintura. 1907.

5 de outubro de 2021

Ciclo do pau-brasil

             Podcast sobre o ciclo do pau-brasil no período pré-colonial da exploração portuguesa no Brasil. Pode ser ouvido no Anchor ou no YouTube

 


 

Bibliografia, fontes e materiais utilizados:

- Capa: mapa Terra Brasilis, do Atlas Miller, de Lopo Homem (1515-1519). 

- ABREU, Capistrano de. Capítulos de História Colonial. São Paulo: Publifolha, 2000.

- BUENO, Eduardo. Náufragos, traficantes e degredados. Rio de Janeiro: Objetiva, 1998.  

- CAMINHA, Pero Vaz de. A carta. Universidade da Amazônia, s/d.

- HICKMAN, Zachariah. Argonne. Trilha Sonora. 2020. https://www.youtube.com/audiolibrary.

- MACLEOD, Kevin. Lone Harvest. Trilha sonora. 2015. http://incompetech.com/music/royalty-free/index.html?isrc=USUAN1100409. https://www.youtube.com/audiolibrary.

- SALVADOR, frei Vicente do. História do Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1982.

- SOUZA, Bernardino José de. O pau-brasil na História Nacional. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1939.

21 de setembro de 2021

Viagem de Circum-navegação: a volta ao mundo de Magalhães, Elcano e Pigafetta

            Podcast relatando volta ao mundo dada pela expedição de Fernão de Magalhães, entre 1519 e 1522, segundo o relato de Antonio Pigafetta. Pode ser ouvido no Anchor e no YouTube.

 


Bibliografia, fontes e materiais utilizados:

- Mapa da capa: https://pt.wikipedia.org/wiki/Fern%C3%A3o_de_Magalh%C3%A3es#/media/Ficheiro:Magalh%C3%A3es_Elcano_Circum-navega%C3%A7%C3%A3o-pt.svg. 2009.

- BARBERA, Gianluca. Fernão de Magalhães: a magnifíca história da primeira circum-navegação da Terra. São Paulo: Vestígio, 2019.

- KENNY, Aaron. Imperial Forces. Trilha sonora. Link: https://www.youtube.com/audiolibrary. 2020.

- LEBOWITZ, Dan. “After You”. Trilha sonora. Link: https://youtu.be/bqC4imbhxAg. 2020.

- PIGAFETTA, Antonio. A primeira viagem ao redor do mundo. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2006.