11 dezembro, 2006

Festa no Inferno

_____Ficam aqui registrados os meus mais sinceros desejos de que o general Augusto Pinochet Ugarte habite, agora, o sétimo círculo do Inferno.

“Mas olha o vale: o rio é não distante
De sangue, onde verás fervendo aquele,
Que violência exerceu no semelhante.

“Ó ira louca, ó ambição, que impele
Na curta vida nossa, ao inferno arrasta
E para sempre nos submerge nele!”.
(Dante, Divina
Comédia
. Livro I, Canto XII, v. 46-51)

P.S.: Posso ter meus problemas com o presidente Lula, mas admito que gostei muito do comunicado oficial dele perante a morte do ditador: “O General Augusto Pinochet simbolizou um período sombrio na História da América[...]. Foi uma longa noite em que as luzes da democracia desapareceram, apagadas por golpes autoritários. Cabe fazer votos de que nunca mais a liberdade na região venha a ser ameaçada e que, em cada País, os povos possam sempre resolver em paz as suas diferenças.”. Só resta saber se ele fará uma nota parecida quando o Fidel Castro morrer.
P.P.S.: O mais absurdo é saber que tem gente que realmente fica triste com a morte desse porco. Bem... também, vai querer o que. Veja a foto da figura.

_____
Imagem: Santiago Llanquín - 23.ago.1996/Associated Press.

Um comentário:

Site Meter