14 janeiro, 2010

Linha bem menos tênue

___No fim do ano passado, fiz um textinho jocoso falando do estranho trailer do filme Ervas Daninhas, de Alain Resnais. Cronos me forneceu sua benção e pude ir ao cinema assistir a obra. Acho, então, que consegui decifrar o estranho trailer.
___Claro que não posso dar certeza de que interpretei corretamente. Apesar das imagens bonitas e bem montadas, o filme é de difícil interpretação (se é que realmente existe um sentido nele). Minha hipótese é que a resposta está no título.
___Claro que os brasileiros terão mais dificuldades para interpretar, pois o título, como não costuma ser incomum, provavelmente foi mal traduzido. O nome original, deve ser Ervas, não Ervas Daninhas. É a única explicação minimamente aceitável. Tudo, do trailer ao filme, das personagens às interpretações, das ações aos diálogos, das salas que aceitaram passar o filme aos distribuidores que quiseram distribuí-lo, tudo, tudo só faz sentido com a utilização de muita, muita erva.

4 comentários:

  1. Aaaaaaah, então foi isso que faltou!

    ResponderExcluir
  2. Quem tá com umas tirinhas bem legais sobre tradução de títulos de filmes é o Liniers.

    ResponderExcluir
  3. Onde, Ná? Acompanho o blog dele e não vi. Na Folha?

    ResponderExcluir

Site Meter