15 março, 2010

Ignorância machuca

___Outro dia, no elogiadíssimo Index, vi um vídeo do Bill Maher que, como de costume, trouxe algumas reflexões interessantes. Imagino que vale uma rápida tradução de um pequeno trecho: a parte em que Maher responde a uma fala que pessoas como ele escutam bastante. “Por que você não pára de implicar com as religiões? Elas dão conforto às pessoas; elas não machucam ninguém.”. Pois bem.




___Além de muitas guerras, das Cruzadas, da Inquisição, do 11 de setembro, de casamentos arranjados com menores, explodir escolas de meninas, maltratar mulheres e homossexuais, fatwas, divisões de classes, estupro por honra, sacrifícios humanos, queimar bruxas, homens-bomba, apoio à escravidão e, sistematicamente, foder crianças?”. É, né? As religiões não machucam ninguém.



___O chato é que literalmente são só alguns exemplos. A ignorância faz mal. Afastar as pessoas de novos conhecimentos é um crime. Imaginem o que é impedir que as pessoas doem (ou recebam) sangue, fiquem com todos os seus ganhos materiais ou conheçam o próprio corpo. Pensem o que é ensinar que existem verdades inquestionáveis e que um moralismo tacanho deve guiar a vida das pessoas. Tentem conceber pessoas minimamente sensatas que lutam com todas as armas contra preservativos em um mundo em que pessoas morrem por doenças sexualmente transmissíveis.
___Eu não tenho dúvidas: religião já machucou e ainda machuca muita gente.

#####


P.S.: Aproveitando que o assunto é a luta contra a ignorância, a admirável turma do ScienceBlogs Brasil está se esforçando muito em uma campanha para que as pessoas se vacinem contra a Gripe A H1N1. Para mim, é uma atitude bem mais admirável do que pedir para que um deus (que, teoricamente, permitiu que a doença existisse) salve as pessoas.


18 comentários:

  1. Hey Ulisses,

    Assino o rss do OPS, mas por algum motivo me tinha passado batido seu editorial dando as boas vindas ao Index. Brigadão, hem?

    Quanto ao stand-up do Bill, baixei a íntegra dele. Demais! O cara fala sobre religião, política, Michael Jackson e muito mais. É pra mijar de rir. (http://thepiratebay.org/search/bill%20maher%20wrong/0/99/0)

    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Eis um ponto que eu concordo as pessoas tem todo o direito de expressar suas idéias, seja lá se você não acredita nas religiões ou se você acredita. Assim como temos todos o direito de denunciar algum governante ou governo que ameace os direitos humanos, por que eu não o posso denunciar se essa é uma organização religiosa? Ulisses, você está coberto de razão.

    ResponderExcluir
  3. Eu vejo as pessoas se estapeando e ameaçando os outros de morte por causa de Big Brother (!?) e começo a achar que não é tudo culpa da religião. Acho que qualquer assunto, por mais estúpido que seja, é capaz de atrair fanatismos e violência. A humanidade merdedifica tudo o que toda.

    ResponderExcluir
  4. Aloha Ulisses!
    Fundamentalistas, qualquer um deles, são o fundo do poço.
    Uma vez que sempre há mais perguntas que respostas, sempre haverá espaço, e necessidade para a fé. Religiosa ou científica.
    Sempre que alguém se impõe explorando a fé alheia há injustiças e sofrimento.
    A fé conforta? Sim.
    Um fiel fundamentalista será explorado? Sim.
    A fé religiosa, dogmática, é maisfacilemnte explorável? Sim.
    E sempre viverá Carlos Gardel: enquanto houver um tango triste, um otário, um cabaré e uma guitarra...
    Grande abraço e
    Aloha!
    p.s. Ah! Essa foto não é minha, parece mas não é!

    ResponderExcluir
  5. Fui sincero no Editorial, Daniel. Estou adorando o seu trabalho lá, mais do que já adoro o do Amálgama. Merece todos os elogios q eu fiz e ainda mais.

    Qto ao rss do Ops!, aconselho q vc dê uma passada de qdo em vez no portal. O rss só pega os artigos em destaques. Vc está perdendo mta coisa legal de lá por causa dele (sim, eu tb odeio esse defeito).

    ResponderExcluir
  6. Eu nem tenho dúvida q a religião não é culpada de tudo. Mas, sem dúvida, é de boa parte - é sempre bom lembrar as pessoas disso. Se conseguirmos nos livrar de um problema, melhor. ;-)

    ResponderExcluir
  7. Adoro Bill Maher, quem viu Religulous conhece muito bem esse genial humor dele, mas melhor que ele com certeza George Carlin, se você não viu/conhece vale a pena conferir.

    ResponderExcluir
  8. É interessante notar que os ateus vivem falando mal das religiões e esquecem que sem a religião, o mundo ficaria mais agressivo (já que não existiria um Deus para ser temido).

    O mundo é ruim com religião. Porém, pior sem.

    Vocês, ateus, que se acham tão inteligentes nunca chegaram a este raciocínio? Tsc, tsc, tsc

    ResponderExcluir
  9. É interessante notar que os ateus vivem falando mal das religiões e esquecem que sem a religião, o mundo ficaria mais agressivo (já que não existiria um Deus para ser temido).

    O mundo é ruim com religião. Porém, pior sem.

    Vocês, ateus, que se acham tão inteligentes nunca chegaram a este raciocínio? Tsc, tsc, tsc. Depois os religiosos é quem são ignorantes. Vai entender.

    ResponderExcluir
  10. Um mundo sem religião seria um lugar bem melhor. Sem pessoas falsas procurando recompensas por trás do que fazem.

    Parece que religiosos não podem fazer a coisa boa simplesmente porque é o certo a se fazer, elas tem que ter um amigo imaginário botando medo nelas, se não fazem o certo. tsc tsc tsc é triste.

    Me dá nos nervos isso, as pessoas realmente pensam que a moral da sociedade vem da religião......por favor veja este video http://www.youtube.com/watch?v=sWnRCnLsqCk

    ResponderExcluir
  11. Adorei o vídeo, Gabriel. Obrigado pela indicação.

    ResponderExcluir
  12. Religiosos não fazem coisas boas só porque temem Deus, eles também fazem isso para o bem próprio. Já os ateus, eles fazem coisas boas, pelo menos alguns deles, para o bem próprio, apenas, e não por temerem Deus.

    Tanto religiosos como ateus fazem coisas boas para a própria moral. A diferença é que os religiosos fazem boas ações por, além de motivos éticos, Deus. É de extrema falta de visão plana sobre um assunto dizer que quem acredita em Deus só faz coisas boas por... acreditar em Deus.

    Mas, pense comigo. Se você fosse obrigado a dividir uma cela com um criminoso, você escolheria ficar com um criminoso ateu ou com um criminoso religioso? Eu sei que esta pergunta quebra todas as leis éticas e morais, mas eu serei sincero: Escolheria ficar com o religioso. Responda com sinceridade: quem você escolheria?

    "Um mundo sem religião seria um lugar bem melhor. Sem pessoas falsas procurando recompensas por trás do que fazem."

    Essa sua frase está errada. Porque tanto religosos como ateus só fazem a boa ação por uma recompensa, seja a recompensa o bem próprio, a "confiança de Deus" ou o aceitamento da sociedade, não importa, recompensa é recompensa e todo mundo quer.

    O Ulisses, por exemplo, não mantém esse blog só porque sua consciência ética quer que isso seja feito. Ele mantém o blog para ganhar popularidade e respeito social, fundamental para um historiador e professor.

    Você, por exemplo, só escreveu o que escreveu porque ficou com raiva de mim e quer me prejudicar, não porque a sua moralidade toma conta de suas ações.

    Eu, por exemplo, não estou fazendo este texto enorme só porque faz bem para a sociedade, mas para tentar convencer os outros leitores da minha ideologia, que seria uma recompensa para mim, já que, quanto mais gente pensa como eu, melhor.

    ResponderExcluir
  13. Concordo parcialmente com a sua visão de que as pessoas só fazem o "bem" porque de um jeito ou de outro vão receber uma recompensa por isso.

    No entanto mesmo que você esteja certo de que "eu só ajudo o outro, porque uma hora isso me ajudará", isso simplesmente não prova que o mundo seria melhor com a religião do que sem ela .

    A unica coisa que você disse foi "Ninguém faz o bem, simplesmente porque é o certo a se fazer, as pessoas fazem o bem pois serão recompensadas, isso vale para RELIGIOSOS E ATEUS".
    O medo de Deus seria somente mais uma recompensa.

    Imagine a seguinte situação: toda vez queremos que uma criança faça a lição de casa devemos lhe dizer que ganhara um pirulito, mesmo que não tenhamos a certeza se daremos ou não o doce à criança. Se ao terminar a lição a criança recebe o doce ela continuara a fazer lições se não nunca mais fará lição.

    A diferença entre este caso e o medo de Deus é que esta é a nossa UNICA lição, não teremos outras pra saber se receberemos doces ou não. Por isso temos que passar o resto de nossas vidas descobrindo se há ou não não um pirulito no fim do túnel. E me desculpe mas a unica forma de se fazer isso é através de lógica, pesquisa e evidencias e não sentimentos, ou lógicas apelativas às emoções.

    Ou seja não adianta vir com "mesmo que Deus não exista valeria a pena acreditar nele", isso simplesmente não faz sentido.


    E a respeito de sua pergunta de com quem eu ficaria numa cela de prisão a minha resposta é um Ateu, pelo simples fato de que teria mais conversa com ele pra passar o resto da vida........Por favor explique a relevância da pergunta.....

    ResponderExcluir
  14. "E a respeito de sua pergunta de com quem eu ficaria numa cela de prisão a minha resposta é um Ateu, pelo simples fato de que teria mais conversa com ele pra passar o resto da vida……..Por favor explique a relevância da pergunta….."

    Você valoriza a lógica mas não foi capaz de entender o significado desta pergunta? Que ironia...

    Vou mudar a pergunta para ser mais claro: em quem você confia mais, em um ateu ou em um religioso?

    Responda a pergunta e depois continue a ler.

    Se você respondeu "ateu" ou "qualquer um" então você não valorizou a lógica. A resposta certa é o religioso, pois, o ateu tem UM motivo para não trair você, a ética. Já o religioso tem DOIS, a ética e a religiosa. E além disso as estatisticas não mentem. A porcentagem de ateus em presídios é muito maior do que a porcentagem mundial. Todo psicopata é ateu. Ateus se preocupam com ética mas quando a questão é respeitar a religião ninguém respeita. Já perdi a conta das vezes que o Ulisses falou mal da religião (o que se espera de uma pessoa que não respeita a opinião religiosa?) Ateus, quem os entende???

    ResponderExcluir
  15. Leodoleo até agora você estava refutando e contrariando as minhas idéias muito bem, tive que pensar muito para responder ao seu post anterior. Pena que neste você se descontrolou e perdeu o raciocínio.

    Falar que a porcentagem de ateus no mundo é maior do que a em presídios? Você ao menos procurou algum dado? Ou você simplesmente escreveu o que você acha certo? Eu nem ao menos achei estatísticas confiáveis que comprovem o que você fala.......por favor me mostre.

    E realmente religiosos são bem mais confiáveis que ateus. Esses malditos ateus, com seus homem bombas, sua inquisição maldita tentando converter todos pro ateísmo, sempre jogando aviões em prédios e queimando bruxas, bem.......tudo que aquilo que o Bill Maher falou no vídeo que o Ulisses passou,quem sabe você não deva rever.

    Sobre ateus não respeitarem a religião dos outros, uma palavra: INQUISIÇÃO.
    Continuo pensando que confio mais num ateu do que num religioso.


    E sobre todos os psicopatas serem ateus....bom, acho que o Glauco não deve concordar com você.

    ResponderExcluir
  16. "E sobre todos os psicopatas serem ateus….bom, acho que o Glauco não deve concordar com você."

    Eu disse que todo psicopata é ateu mas eu não disse que todo religioso não é psicopata. Preste mais atenção na leitura.

    "Esses malditos ateus, com seus homem bombas, sua inquisição maldita tentando converter todos pro ateísmo, sempre jogando aviões em prédios e queimando bruxas, bem……"

    Aqui você foi irônico. Então, também serei. Esses malditos religiosos, com suas mentes que se acham superiores, que se acham que sempre são os corretos, que não sentem remorso de longo prazo, que xingam os ateus sem motivo algum...

    Tá vendo? Ateu é sempre a mesma coisa. Sempre se acham os fodões. Eu respeito o ateísmo, só que atualmente, as pessoas que seguem o ateísmo são muito, digamos, convencidos. Respeito a ideologia ateísta, mas não gosto dos ateus (estou generalizando, é claro que sempre existe o bom ateu, que sabe respeitar a opinião dos outros).

    Mas pessoas como o Ulisses, e você, Gabriel, acho que se encaixam no grupo dos "maus ateus". Se você acha a religião algo prejudicial, então simplesmente ache. Não precisa espalhar para o mundo uma opinião tão delicada. Seria o mesmo que eu escrever no meu Twitter "Gabriel é um @#@#@#". Na minha percepção o que eu disse é verdade, mas na de fulano não é. Só se deve mostrar uma opinião se isso não ofender os que adotam a opinião oposta. O Ulisses, por exemplo, só sabe ofender os que não pensam como ele.

    Admito que eu não fui muito amigável nessas minhas postagens, mas o Ulisses que começou tudo isso, fato. Eu me ofendi mesmo com o "Ignorância Machuca". O que se passa na cabeça de alguém para fazer um post tão preconceituoso?

    Enfim, espero que Deus, ou "deus", como o Ulisses escreveu, continue o mesmo cara misterioso de sempre, porque as pessoas não mudam, né?

    ResponderExcluir
  17. "Eu disse que todo psicopata é ateu mas eu não disse que todo religioso não é psicopata. "

    Como é que uma frase dessas pode fazer sentido, releia ela por favor. Dizer que todos no grupo dos psicopatas são ateus é a mesma coisa que dizer que não há religiosos no grupo dos psicopatas.

    Você diz que os ateus se acham superiores, mas a primeira coisa que uma pessoa religiosa me diz (mesmo não sendo tão religiosa) quando digo que não acredito em Deus é "Tenho dó de você". Como se eles fossem seres extremamente superiores e conhecedores de tudo e eu fosse uma mísera formiga perdida e com fome.

    Você chama a pessoas como eu e o Ulisses de "maus ateus" mas até agora não fizemos nada que o pudesse ofender profundamente. O Ulisses apenas trouxe pro blog dele mais uma reflexão sobre a religião para que as pessoas pensem (ou para ganhar status e popularidade como você já disse). E eu só estou debatendo com você de forma saudável, até agora não faltei com respeito com você. Só estamos discutindo e pensando, que acredito eu que era o objetivo inicial do Ulisses.

    E mesmo que o Ulisses tivesse te ofendido com algumas frases ou com uma genial imagem, por favor né, essa não é a primeira vez que ele escreve sobre religião aqui. A mesma coisa que eu ir no blog da IURD e começar a dizer que eles são muito arrogantes.

    Religiosos e atue são os dois arrogantes, é claro, se não estariam do outro lado.

    E sobre Deus ou dEUS, bom........ que tal mais um link http://tyrannosaurus.wordpress.com/2010/03/19/deus-com-minuscula-ou-maiuscula/#more-470

    ResponderExcluir
  18. Eu nem ia me intrometer pq o Gabriel já está fazendo um trabalho fabuloso como debatedor. Mas, o Leo falou uma frase q, creio eu, merece um pouco mais de resposta: "Se você acha a religião algo prejudicial, então simplesmente ache. Não precisa espalhar para o mundo uma opinião tão delicada.". Do mesmo modo que um homem do século XVIII, que achava a escravidão errada, deveria simplesmente achar e não espalhar a opinião dele para todos? Ele tentava espalhar a opinião dele para todos pq via a escravidão como algo ruim e tentava acabar com ela. Eu acho a religião algo ruim, que faz mal para as pessoas, e, por isso, tento mostrar isso com argumentos racionais para que outros também o percebam.

    Ah, e já que o Gabriel indica links tão bons, vai mais um: http://www.idelberavelar.com/archives/2009/07/ateus_saiam_do_armario_ateismo_e_falsas_simetrias.php

    Continuem com o divertido debate.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Site Meter