20 julho, 2011

Nas trincheiras

___Sábia (e escaldada) Muriel.

Nas trincheiras

2 comentários:

  1. Sabe Ulisses, que eu gostaria de que cada vez mais fosse possível não ter que adotar essa postura de trincheira, eu sinto que parecem existir guerras demais e diplomacia de menos na nossa sociedade.

    ResponderExcluir
  2. Eu também gostaria que fosse possível mais diplomacia, Leonardo. Porém, em certos casos não é possível, é necessária a trincheira. Veja, por exemplo, as mulheres: elas tentaram usar a “diplomacia” por séculos e continuaram sendo tratadas como cidadãs de segunda classe durante toda a história. Só quando foram para as trincheiras é que conseguiram votar, ganhar proteção contra violência doméstica, essas coisas. Tentar tirar algo de um grupo dominante (mesmo se esse "algo" for respeito) por vezes é impossível só com diálogo. Talvez o mais difícil seja ter sabedoria para saber quando usar a diplomacia e quando usar as trincheiras.

    ResponderExcluir

Site Meter