15 julho, 2012

A culpa é do espírito

___O livro de um autor-novato caiu na minha mão, entregue pelo próprio autor, cheio de sorrisos e boa vontade. A alegria do moço ao me entregar a obra foi tanta que eu, também cheio de boa vontade, logo sentei para ler.
___Antes da obra começar, nos agradecimentos, o autor conta o que o levou a publicar todas aquelas páginas: um espírito o incentivou. Aquilo me brochou tanto que, três páginas depois, larguei o livro e fui ler o Quincas Borba (que, diga-se de passagem, tenho lido e adorado).
___Hora dessas tomo coragem e sento para ler novamente o autor-novato. No entanto, caso o encontre antes e acabe por ouvir o questionamento se eu já li, acho que vou responder que, quando comecei a ler, um espírito me incentivou a deixar para mais tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter