24 maio, 2009

Definição de paradoxo

11 comentários:

  1. Maldita propaganda enganosa!

    ResponderExcluir
  2. Aloha Ulisses!
    "Você pode fazer o que quiser, desde que seja o que eu digo!"
    Simples assim.
    E tem gente que compra!
    Aloha!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do tom de azul e do efeito que a luz do Sol provoca. Onde fica???

    ResponderExcluir
  4. A "luminária" também tá show!!!!

    ResponderExcluir
  5. Uma PERFEITA enganação... e os burros tem plena LIBERDADE para escolher estarem lá!!! O que seria dos espertos, se não fossem os burros...

    ResponderExcluir
  6. Aqui em Sampa, em uma travessa da Rua Pamplona.

    ResponderExcluir
  7. Não conheço essa religião aí, mas não me apressaria tanto a julgar. Depende o que se tem por liberdade. Imagino que hoje em dia nenhuma religião obrigue ninguém a qqr coisa, o que existe são princípios que as pessoas seguem por considerarem que viverão melhor assim. Na hora que desejarem não praticar mais os princípios, é só não praticarem e pronto.

    Exemplo: você consideraria alguém que não usa drogas uma pessoa sem liberdade? A pessoa não usa pq considera prejudicial, mas nada a impede de começar a usar. ;)

    Às vezes quando passo pelo Mercado Público (em Porto Alegre) tem uns caras aparentemente meio maluquinhos pregando de maneira afetada e um monte de gente a volta. Eu acho meio nada a ver e passo longe, mas as pessoas que ali param, estão livres para saírem quando quiserem. hehe
    Nem sempre restrições significam falta de liberdade, a nossa liberdade termina onde começa a do outro, e para isso, regras precisam existir, em nome da liberdade de cada um. Concordam? ;)

    ResponderExcluir
  8. Na verdade, Nana, era mais um comentário engraçadinho do que qualquer outra coisa. Mas, de qualquer modo, acho que vale fazer uma pequena indicação para você. Leia isso aqui (http://www.sobresites.com/alexcastro/artigos/pessoas.htm) e depois, se quiser, vem falar comigo. Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Sim, percebi que foi uma brincadeirinha. Mas gosto de filosofar em cima. :D

    Sim, existem muitas pessoas-que-acreditam-em-coisas sem conhecer os fundamentos do que acreditam, well, tvz quase td mundo tenha algo parecido, o problema é tentar enfiar isso goela abaixo de alguém sem apresentar evidências e fundamentos. De qqr maneira, oq isso tem a ver com liberdade? Elas estão demonstrando sua liberdade de pensamento, e ele sua liberdade de não aceitar. ;)
    Não concordo muito com pessoas assim, pessoas que tem fé cega em sua religião/ateísmo e que procuram impor isso aos outros a qqr custo.
    Cresci numa família de cientistas e aprendi que é preciso questionar tudo e procurar fundamentos nas coisas. Se algo mostrar o contrário do que acredita, é preciso mudar de idéia. Sei lá, gosto de lançar as idéias, apenas para fins de reflexão, mas não como imposição. Isso seria muita presunção.
    Anyway, todo mundo é livre pra acreditar e desacreditar no que quer. Você não entra numa igreja e te apontam uma arma dizendo: agora você é obrigado a seguir tudo o que dissermos! hehehe
    O mesmo ao entrar numa universidade com uma maioria de ateus.
    Sou cética, acredito no que parecer mais coerente e evidenciável até que se mostre o contrário.
    Não acreditar em nada é difícil, pois qdo pensamos sobre as coisas, acabamos formando opiniões. Acreditar invariavelmente sem questionar e sem enxergar evidências contrárias, aí sim seria um problema sério de bitolação. hihihi

    ResponderExcluir
  10. *Ainda assim, bitolação é uma escolha. Ngm obriga ngm a ser bitolado. hehehe

    ResponderExcluir

Site Meter