16 julho, 2009

As moedas têm sempre a razão

_____Grande invenção humana, as moedas são multifuncionais. É possível brincar com elas, usá-las como dinheiro, tirá-las da orelha de crianças, organizar uma coleção, atirá-las em políticos e, se você for dono de uma caixa-forte, pode até nadar nelas. De todas as suas funções, a mais importante, indubitavelmente, é a de tomar de decisões. Qualquer dúvida entre duas alternativas pode ser facilmente solucionada com uma moeda – “Pego o caminho da esquerda ou o da direita?”, “Caso ou compro uma bicicleta?”, “A loira ou a morena?”, “Levo minha sogra ao médico ou ao veterinário?”. As moedas sempre dão respostas precisas para os seus questionamentos, não deixam margem para dúvidas.
_____Por experiência própria, posso dizer que leitores também são multifuncionais. É possível brincar com eles, usá-los para conseguir dinheiro, produzir crianças com as leitoras, colecioná-los e exibi-los para os escritores com menos leitores, usá-los contra políticos e, se você for o escritor mais sortudo do mundo, pode até encontrar uma leitora que resolva nadar nua com você. Entretanto, utilizá-los para tomar decisões é algo bem mais complicado.
_____Há pouco mais de um mês, perguntei para os meus leitores se eles apreciavam ou não as tirinhas do Doug Allen que tenho publicado por aqui e se eu deveria continuar da mesma forma. Recebi várias respostas ao vivo, nos comentários e por e-mail. Sabem qual o resultado? Um empate.
_____As moedas são bem mais simples.

#####


_____Brincadeiras literárias à parte, aqui vai a tradução de uma nova tirinha:




#####

_____Aproveitando o mote, noutro dia o Dahmer me apresentou o fantástico “Glennz” Jones brincando, também, com a excentricidade do guitarrista do The Who* em quebrar guitarras.



_____Glennz tem outras tiradas geniais que ele imprime em camisetas. Confiram para a diversão de vocês ou para comprar mesmo.



__________
* Eu sei que, na tirinha, está escrito Pete Townsend e não Pete Townshend. Muita gente escreve Townsend, inclusive o Doug Allen e, portanto, escolhi traduzir da mesma forma.

Update: Agradeço ao Marcus pelo lembrete do nome dos acordes.

5 comentários:

  1. Eu traduziria "G" como sol maior, pois em inglês é normal chamar os acordes pelas letras, enquanto em português se diz o nome completo.

    Mas isso, claro, é só uma opinião.

    ResponderExcluir
  2. Bem lembrado, Marcus. O tradutor aqui escorregou.

    ResponderExcluir
  3. Hum, vc já sabe minha opiniõ sobre as tirinhas...
    Mas, o texto que foi escrito está show! Uma junção de idéias e umas tiradas ótimas!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Pô muito massa essa tirinha...heheh

    Meio Robert Crumb style também...

    valeu pelo comment!

    ResponderExcluir
  5. Ruim é quando a moeda cai em pé...

    É só questão de acostumar. Essa foi uma das melhores...

    ResponderExcluir

Site Meter