22 janeiro, 2010

Inveja do Rio de Janeiro

___Não tenho inveja do Rio de Janeiro porque ele sempre continua lindo, por ser uma cidade maravilhosa ou pela sua fama internacional. Fico contente de saber que o Rio mantém muito bem a UFF, a UFRJ, a Academia Brasileira de Letras e a Biblioteca Nacional. Admiro a paisagem, o Cristo e o Pão de Açúcar, mas o que posso ver em Sampa me satisfaz bem mais. Não sinto inveja das praias, das moças de biquíni ou do aplaudível pôr-do-sol.
___A única coisa que realmente me causa inveja na Cidade Maravilhosa é a existência cada vez mais comum de placas como essa:



___Do mesmo modo que toda namorada sabe que é, sem dúvida, a mulher mais linda do mundo, todo motorista sabe que “Nas vias urbanas... a circulação de bicicletas deverá ocorrer... nos bordos da pista de rolamento, no mesmo sentido de circulação regulamentado para a via, com preferência sobre os veículos automotores.” (Código de Trânsito Brasileiro, artigo 58). Mesmo assim, lembrar só faz bem.
___Se espalharem essas placas aqui em Sampa, prometo que, na semana seguinte, começo a campanha pelo o uso mais frequente de biquíni na Avenida Paulista. Que São Sebastião nos abençoe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter