30 junho, 2017

Culpado, até que se prove o contrário

___Eu estava escutando um podcast e tive de ouvir, literalmente, que “é complicado a justiça ficar tão cega, né? Realmente, como a estátua da justiça é cega com uma balança na mão e infelizmente não abre o olho pra ver que, com tantos depoimentos, ainda se quer provas.” (grifos meus). 
___Quando realmente não existem mais dúvidas, quando existe apenas a certeza de que alguém é culpado, é necessário que se punam os criminosos. No entanto, pergunto: o que faz com que não existam mais dúvidas? Segundo o que foi possível ouvir no podcast, não são as provas, mas, sim, muitos depoimentos. 
___Sendo assim, atesto: todas as religiões estão corretas. Sério, pode perguntar entre os fiéis mais devotos. Os milagres, mensagens divinas, incorporações, reencarnações e afins são todos verdadeiros. Por que não seriam? Existem inúmeros relatos dizendo que tudo isso aconteceu. Se deram muitos depoimentos dizendo algo, ainda se quer provas?  
___Outros depoimentos que acabam com qualquer dúvida é a vinda constante de extraterrestres para o nosso pálido planetinha azul. São facílimos de encontrar relatos de pessoas abduzidas, que conversaram com ETs, existem até algumas pessoas que juram terem tido filhos com extraterrestres. Por que diabos precisaríamos de alguma prova se já existem tantos depoimentos?

Grávida do ET

___Diga-se de passagem, eu também tenho certeza que a homeopatia funciona. E que se danem esses médicos babacas que querem fazer estudos para provar a sua eficácia. Além de inúmeros depoimentos, a minha própria sogra me disse que a homeopatia funciona. Ela já me relatou diversas curas. É óbvio que eu acredito na minha sogra, não é necessária mais nenhuma prova. 


___Quantos depoimentos são necessários para se formular uma Verdade? 
___Quantos relatos são necessários para se condenar alguém? 

#####

P.S.: Caso não tenha ficado claro, este texto não tem como objetivo defender nenhum político ou algo que o valha. Pretendi só lembrar que provas são necessárias. Ainda mais para se condenar uma pessoa. 
P.P.S.: Como extra, recomendo fortemente o filme The lost honour of Christopher Jefferies.

2 comentários:

  1. Um dos motivos que me fazem lê-lo é porque te acho uma versão mais sensata e light do Alex Castro. Este texto, no entanto, pareceu ter sido exatamente o tipo de coisa que ele escreveria. Até concordo com a mensagem, mas essa retórica sensacionalista e apelativa me dá nos nervos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, saiba que eu adoro o Alex. Para mim, seu comentário foi um belo elogio. Obrigado. :-)

      Excluir

Site Meter