10 novembro, 2007

Vai pro saco!

_____Dois amigos estão conversando em uma mesa de bar, até que um deles pergunta:

_____– Se estivessem trancados em uma sala um assassino, um estuprador e o Maluf e você tivesse um revolver com apenas duas balas, em quem você atiraria?

_____Prontamente, o outro responde:

_____– Eu atiraria duas vezes no Maluf, para garantir que ele iria morrer.

_____Já ouvi diversas versões da piada acima e sempre as achei bastante divertidas. Porém, mesmo gostando da anedota, não almejo sair atirando em ninguém (mesmo se for o Maluf). Por mais que eu tenha demonstrado meus sinceros desejos de que algumas pessoas que fazem coisas erradas sofram, não posso aceitar que alguém seja torturado e, obviamente, não aprovo que se tire a vida de outro ser humano.

_____Na onda da moda lançada pelo filme Tropa de elite, do José Padilha, surgiram um monte de brincadeiras – de bonequinho do Capitão Nascimento, até um blog “dele”. Entre as brincadeiras, apareceu um “meme” sobre uma das torturas praticadas pelo Capitão Nascimento e seus comandados do BOPE: o saco. A brincadeira do “meme” é mais ou menos a seguinte: conhecendo a tortura do saco (se não conhece, clique neste link e veja um trecho do filme no You Tube), escolha quem você mandaria para “o saco”.

_____O Enio Luiz Vedovello, do blog Reflexões e perda de tempo, gentilmente me convidou para participar da brincadeira. Só lamento informar que, após a introdução que fiz, dizendo que sou contra tortura e o assassinato, não posso escolher ninguém para ir para o saco. Mesmo tendo gostado do filme e adorado as personagens, não tenho dúvida que o Capitão Nacimento é um bandido. Porém, vou ter que admitir, tenho muita vontade de ameaçar com “o saco” pessoas como a da foto abaixo:

Bem estacionado II

_____Lembram quando, na semana passada, eu reclamei dos motoristas que desrespeitam o espaço público e estacionam em cima da calçada, atrapalhando os pedestres. Cheguei a postar, inclusive, uma foto que tirei, próximo de um lugar em que trabalho, na qual um motorista havia estacionado em cima da calçada em um local em que é permitido estacionar e tinha vagas. Pois bem, se algum leitor atento percebeu, a foto acima foi tirada no mesmo lugar, com uma semana de diferença (e vale lembrar: em um lugar em que é permitido estacionar e que, na hora, tinha vagas).

_____Não quero que ninguém seja torturado, muito menos morto. Entretanto, talvez seja um modo bem didático e eficiente para fazer com que as pessoas parem de desrespeitar os outros estacionando por sobre as calçadas se passarem a ameaçá-las (apenas ameaçá-las) com a tortura do saco.

P.S.: Como de praxe em um “meme”, devo convidar outras pessoas para participarem da brincadeira. Convido, então, a Tassi (pedagoga que percebeu que era a personagem de um conto que escrevi), o sempre sagaz Daniel Lopes e o Patetico (principalmente porque sei que, se ele participar de algo assim, o companheiro de blog dele vai ficar revoltado – o que só torna a brincadeira mais divertida).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter