24 janeiro, 2008

Congelado no tempo

_____Pense em Sean Connery. Ótimo. Em quem você pensou? No jovem 007 ou no velho escritor William Forrester?

_____Tem quem prefira Sean Conery jovem e quem ache que seu maior charme está na nos seus anos de homem maduro. Eu, pessoalmente, fico feliz que seu talento pôde ser demonstrado por várias décadas, mas sempre existe quem acha horrível envelhecer.

_____Esse não é um problema para James Dean. Sua carreira, por maior que tenha sido o seu sucesso, durou pouco. Morreu jovem e a imagem que se pode ter dele, faz mais de meio século que é a mesma. Congelou-se no tempo.

Dean e Connery

James Dean (esquerda) e Sean Connery (como James Bond – centro – e William Forrester – direita)

_____Não é possível saber se continuaria o seu sucesso. Se viria a se tornar um ator melhor. Se, depois de velho, continuaria a arrastar uma legião de admiradoras. Seu futuro tornou-se uma eterna promessa.

_____Agora é a vez de Heath Ledger tornar-se uma eterna promessa. Morto em plena ascensão na carreira de ator, com diversos filmes a serem lançados. Só teremos agora as imagens que deixou nos seus parcos vinte e tantos anos de vida. Eu poderia terminar citando Manuel Bandeira e dizer: foi “uma vida inteira que poderia ter sido e que não foi”. Porém, sou mais propenso a pensar que foi uma vida inteira que conseguiu acontecer. Muito mais poderia ter acontecido, o tempo pode ter sido curto, mas a vida aconteceu. Agora espero que essa vida se aproveite da sua eterna juventude.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter