05 fevereiro, 2009

Dublagem preguiçosa

_____Fui ao cinema assistir Um faz de conta que acontece (Bedtime Stories), de Adam Shankman. Nenhuma surpresa para quem já tinha visto o trailer: uma comédia para o público infantil, com as macaquices clássicas do Adam Sandler. No entanto, como grassa a idéia de que só crianças vêem esse tipo de filme e que nenhuma delas é capaz de ler, todas (todas!) as cópias da cidade são dubladas.
_____Sem escolha, vi uma cópia dublada. Não que isso tenha sido o fim do mundo, mas fiquei incomodado com a preguiça dos dubladores. Dêem uma olhada no trailer:

httpv://www.youtube.com/watch?v=jDBWRa9Ouss



_____Do trailer para a cópia oficial dos cinemas aconteceram algumas melhoras. O nome do Porquinho da Índia, por exemplo, passou de Bugsy para Zoiudo. Foi uma forma de trazer realmente graça para a piada em território nacional; puro trabalho de tradutor. E, vale dizer, a dublagem de todo não é ruim, só a chamei de preguiçosa por causa de um trecho específico.
_____Em um momento do filme Adam Sandler, após ser “amaldiçoado” pelo seu sobrinho com uma bola de fogo, liga o rádio e só consegue ouvir músicas que têm a palavra fogo na letra (1’13” do trailer acima). A brincadeira não é nova, já foi utilizada em diversos filmes. Que eu me lembre, o mais recente foi o A Família da Noiva (Guess Who), de Kevin Rodney Sullivan (confiram no trailer).
_____Na versão que está nos cinemas, entretanto, resolveram dublar até essa piada. Só que, para terem menos trabalho, ao invés de procurarem referências musicais em português e encaixá-las, simplesmente colocaram frases que falam de fogo no trecho. Funciona, ainda é engraçado, mas poderia ser melhor. E olhem que nem seria um desafio tão grande assim. Ou ninguém aí consegue lembrar, agora, de cabeça, pelo menos umas duas ou três músicas que falam de fogo?

#####


P.S.: Para quem gostou do Zoiudo, aproveito para indicar o Porquinhos da Índia Falantes, o blog em que o Mad Max Andrade traduz os divertidos quadrinhos homônimos de Jeff Mumm.

6 comentários:

  1. Agorsa que você comentou não me vem nenhuma letra de música considerada decente que tenha fogo na letra... Só vem Toninho do Diabo - Eu taco Fogo! (essa é a hora em que você me enforca por achar que eu tenho um gosto musical horroroso, mas é que eu lembrei de coisas toscas...)
    Mas dublagem preguiçosa é foda... detesto esse tipo de dublagem, e também as dublagens da Polishop... hehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Gilberto Agostinho08 fevereiro, 2009 11:54

    "Sou eu bola de fogo, vim aqui para..."

    Ops, sou compositor erudito, mas as vezes me esqueço disto.

    ResponderExcluir
  3. Tiago R. Lima "Mad Max" Andrade08 fevereiro, 2009 17:05

    Valeu pela indicação, Ulisses!

    ResponderExcluir
  4. Indiquei pq vale a pena, Tiago. Vc mereceu.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se é geral ou se somos apenas nós, brasileiros, que vivemos "à caça da erfeita tradução perdida". Eu sou viciada nisso: catar erros de tradução. Acho que é pra me convencer que sou mais fluente no inglês do que sou de verdade, sei lá, mas fico toda orgulhosa disso (vai entender!)... A dublagem me incomoda mais por não de me deixar "examinar" a qualidade da tradução do que pela sobreposição da voz em si. Mas confesso que tem vozes que irritam demais, como a escolhida para Harry Potter. Parece que o dublador é mais asmático que eu!!!
    Abração!

    ResponderExcluir
  6. muito chato quem ve acha que é legau bj não que ria chata

    ResponderExcluir

Site Meter