11 abril, 2011

MyChess

___Quando criança, meu pai me ensinou a jogar xadrez e, desde então, sou completamente apaixonado pelo jogo. Exatamente por apreciar, sempre joguei bastante, li muito sobre o assunto e, por consequência, fui melhorando. O chato disso é que quanto mais você derrota um adversário, menos vontade ele tem de jogar com você. Com o passar dos anos, o número de pessoas que frequentam o meu dia-a-dia e que aceitavam jogar comigo foi diminuindo.
___A internet, então, surgiu como promessa de adversários infinitos. Infelizmente, aquela chata ladainha da pressa e falta de foco que as pessoas acabam tendo quando estão conectadas, fez com que quase todo site de xadrez ao vivo virasse um antro de gente que gosta de jogar xadrez rápido. Partidas de 2, 5 ou 10 minutos tornaram-se a regra. Não consigo encarar seriamente o xadrez dessa forma. Gosto de ficar refletindo sobre cada lance, tentando entender o motivo para o adversário ter movido aquela peça, pensando nas diversas possibilidades que um movimento meu pode dar.
___Para minha felicidade, um cara chamado Artur Wachelka resolveu desenvolver um aplicativo de Facebook chamado MyChess.


MyChess - Logo


___Não existe nada de muito espalhafatoso no MyChess, os peões não matam ninguém com lanças e as rainhas não mostram curvas de desconcentrar qualquer enxadrista profissional. Trata-se de um aplicativo simples, no qual, quem gosta de xadrez, pode encontrar outras pessoas para jogar – a qualquer hora. A vantagem, é que as pessoas não precisam estar online.
___Ao entrar no aplicativo, o jogador procura campeonatos ou desafios individuais feitos por outros jogadores, inscreve-se e, quando tiver tempo, aparece para jogar. Existem campeonatos em que o intervalo entre uma jogada e outra é de 14 dias. Em outras palavras, para quem não tem tempo, mas gosta de xadrez, é possível entrar para jogar hoje e só responder o lance que seu adversário enviou duas semanas depois.
___Eu achei o MyChess ótimo. Em alguma semana mais complicada, quando eu atraso o dinheiro da Máfia, por exemplo, é possível ficar sem jogar. E, quando está tudo tranquilo, posso sentar na frente do computador para estudar as jogadas das partidas em que estou inscrito.
___Gostei tanto do brinquedo que até montei um pequeno torneio, nomeado de “1º Campeonato D. Casmurro de Damas Dissimuladas”, que eu faturei.


1º Campeonato D. Casmurro de Damas Dissimuladas


___Fica a indicação para quem gosta. E, claro, quem quiser me enfrentar, é só tirar as luvas e fazer um desafio.

5 comentários:

  1. Eu sempre ganhei de vc MUITO mais do q perdi...rs
    Só parei de jogar pq prefiro aproveitar meu tempo livre com outras atividades. Pura opção...rs
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Quero jogar contra você. Como eu faço?

    ResponderExcluir
  3. É só ter uma conta no Facebook, clicar em algum dos links q eu coloquei do My Chess e, lá, procurar por "Mauricio Ulisses Trida". Se não conseguir, avise q eu dou mais detalhes.

    ResponderExcluir
  4. Tridaa.. vc esta me devendo uma partida!!!

    Nao sei se vc lembra.. mas no final do bimestre passado teve interclasses e tals.. e o senho me disse q enfrentaria o campeao. Bom, eu fui o campeao, logo o senhor esta me devendo um jogo hahahha

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Será um prazer, Lucas. É só arrumarmos tempo. Ou, pode me desafiar no MyChess.

    ResponderExcluir

Site Meter