15 outubro, 2012

“Boas” condições de trabalho

___Em janeiro de 2007, José Serra assumiu o governo do estado de São Paulo. Em 2009, pouco mais de 2 anos depois, comecei a dar aulas em uma escola técnica estadual.*
___Agora, em 2012, Serra está disputando a eleição para a prefeitura de São Paulo e eu continuo na mesma escola técnica. Amplamente, o programa político do candidato anuncia que “Serra ampliou as Etecs e as Fatecs também.”. Só não anuncia que ampliou de maneira porca, com material de segunda (o que faz o chão quebrar com facilidade em menos de uma década) e com falta de professores.
___Hoje, “Dia dos Professores”, ouvi o programa de rádio do candidato do PSDB.** Como era de se esperar, aconteceu uma homenagem aos professores. Inclusive colocando Serra para dizer que “... eu vou valorizar muito o trabalho do ensino. Então, nós temos que investir nos professores. Eles precisam ter boas condições de trabalho, de remuneração e, ao mesmo tempo, de formação.”. Não vou nem perder meu tempo falando da remuneração péssima que o Serra pagava para mim e para os outros professores quando era governador (e que continua baixa até hoje). Seria chover no encharcado. Vou me focar no ponto “boas condições de trabalho”.
___Eu queria saber: o senhor candidato José Serra acha que entupir salas com 40 alunos (como acontece na Etec em que eu leciono) é dar boas condições de trabalho? Salas com goteiras contam como boas condições de trabalho? Pouca variedade de giz para escrever na lousa, ficar SEM GIZ BRANCO conta como “boas condições de trabalho”?
___Não tenho Twitter. Portanto, ficarei feliz se alguém quiser perguntar para o @joseserra_ se ele acha que um professor que dá aula em uma etec desde 2009 tem uma boa condição de trabalho ao ficar sem giz branco para usar no quadro-negro. Obrigado.


#####


Leituras extras:
- “Serra e a educação
- “ETESP: mentiras e verdades na melhor escola pública de São Paulo
- “Novilíngua – e a ausência de Sociologia e Filosofia


__________
* Uma Etec.
** Clique aqui e ouça o programa #20, caso você também queira ouvir mentiras.


3 comentários:

  1. Triste saber que a situação das escolas técnicas não mudou. Há 10 anos atrás estudei em uma escola técnica que era tomada pela enchente várias vezes durante o verão e perdia vários documentos e materiais por conta disso. No andar superior (onde supostamente a água não chegaria) as goteiras enxarcavam as salas de aula.

    ResponderExcluir
  2. Opa, acho q o correto era encharcar. :P

    ResponderExcluir
  3. Isso do Serra ficar repetindo que vai fazer mais Etecs e Fatecs me deixa possessa, por que de que adianta criar mais escolas e depois não dar condições para que se tenham aulas dignas. Meu marido fez o curso de cozinha na Carlos de Campos e os alunos e professores tinham que levar todo o material porque a escola só entra com o local das aulas, e o mesmo acontece com os outros cursos dessa escola, como moda e nutrição. É só com muito esforço dos alunos e professores que os cursos são levados adiante. Por que não melhorar o que já tem?

    ResponderExcluir

Site Meter