28 novembro, 2012

Ajudando...

___Eu e minha esposa estávamos em um ponto de ônibus cheio da Avenida Brigadeiro Luís Antônio. Nem imagino como, uma velhinha perdeu o equilíbrio e caiu em cima de um ônibus que estava parado e, em seguida, estatelou-se no asfalto, perto de uma das rodas traseiras. Sem nem pensar, corri até a senhora, segurei-lhe o braço e a puxei para a calçada. Só depois que ela já estava em segurança é que apareceram outras pessoas para me ajudar com ela.
___Momentos depois, comento com a minha esposa, um pouco consternado, que ninguém (nem ela) foi ajudar. “E se o ônibus passasse por cima da velhinha? Ninguém pensou nisso?”, falei, um pouco amargurado.
___– Amor – ela respondeu, ajudando a restaurar um pouco da minha fé na humanidade –, você reagiu tão rápido que, quando as pessoas viram o que estava acontecendo, já não era necessário correr até a velhinha.
___– É... Você tem razão.
___– Além disso, pouco depois de você, umas duas pessoas correram até o motorista do ônibus para impedi-lo de colocar o veículo em movimento.
___Gostei daquilo. Em momento algum, nem revendo os acontecimentos na minha cabeça, eu teria tido a ideia de correr para parar o motorista. Quando eu estava quase sorrindo pensando como essa ajuda foi importante, um homem alto à nossa frente me lembrou como a humanidade também pode mesmo ser uma droga.
___– Eu vi que aquilo ia acontecer. Deixam esses velhos andando por aí. Culpa do governo e da família que não cuidam como deveriam. Aposto que a velha caiu porque se entupiu de remédio em casa. Você não acha?
___Não respondi nada. Só abracei a minha esposa e fingi que eu não havia escutado.


###


___Dois pequenos complementos à crônica. Primeiro, um par de quadrinhos em que a personagem Rorschach, de Alan Moore, conta sobre o caso de Kitty Genovese e a (não-)reação das pessoas.*


Rorschach conta sobre o caso de Kitty Genovese.
Rorschach conta sobre o caso de Kitty Genovese.


___Depois, uma doce crônica da Camila Pavanelli** – fingindo que vai falar sobre lavar louça.


__________
* Watchmen, de Alan Moore e Dave Gibbons. Número 6.
** A escritora que eu disse que fala “de maneira gostosa sobre qualquer coisa”.

 

Um comentário:

  1. ração para trazer a pessoa amada em 24h
    escreva na sola do pé esquerdo o nome da pessoa amada e aperte no chão dizendo três vezes: debaixo do meu pé esquerdo, te prendo (nome da pessoa)te amarro (nome da pessoa) e te mantenho (nome da pessoa) pelo poder das treze almas bendita. que assim seja. que vc venha me procurar em 24h,dizendo que me ama e que quer ficar pra sempre comigo. enquanto vc não vier não irá comer, não irá dormir e nem irá ter vontade de outro homen a não ser eu. assim seja, assim será.

    ResponderExcluir

Site Meter