09 novembro, 2006

No dos outros é refresco

Carlos Latuff
_____Qualquer mobral do planeta consegue descobrir que gosto muito de charges apenas ficando um pouquinho neste blog. Há tempos sou fã do Henfil e companhia. Artistas que conseguiam driblar um pouco a censura (ou não) e publicar algumas charges engraçadas de crítica séria ao governo. Para ser sincero, muitas vezes creio que os cartunistas acabam – atualmente mesmo – tecendo críticas mais bem feitas ao governo do que muitos cronistas políticos.

_____No início de 2006, entretanto, algumas charges sobre Maomé foram publicadas (vide

) e acabaram servindo como pretexto para mais conflitos entre muçulmanos e “ocidentais”. Alguns protestos terminaram, inclusive, em derramamento de sangue.

_____O tempo passou e o conflito parece continuar, só que, dessa vez, de maneira mais profícua. A discussão parece estar ocorrendo como um debate intelectual mesmo. Os muçulmanos deram boas respostas com uma exposição no Irã, com a participação de diversos artistas do mundo (destaque, na minha opinião, para o brasileiro Carlos Latuff – autor da primeira charge exposta neste texto).

Lee Hyunsik
Carlos Latuff - II

É possível conferir outras além das poucas que selecionei no endereço http://www.irancartoon.ir/gallery/album48?page=1.

_____O humor judaico, então, foi muito bem usado para rebater a provocação. Alguns israelenses produziram uma exposição de obras auto-depreciativas (que podem ser conferidas em Israeli Anti-Semitic Cartoons Contest).

Jeremy Gerlis

_____Seria maravilhoso se os conflitos fossem, costumeiramente, resolvidos dessa maneira. É sempre muito triste acabar por ver que a solução buscada na maior parte das vezes é a violência ou a censura – como feito pelos católicos, vale lembrar, com a obra abaixo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter