24 dezembro, 2008

Como anunciar

_____Andar de metrô nos últimos meses do ano costuma ser um tipo de tortura para quem, como eu, gosta de Educação. Como a lei “Cidade Limpa” (que, ridiculamente, proíbe propagandas por tudo que é canto de Sampa) não impede anúncios dentro das estações e trens, por todos os lados é possível ver, nesta época, anúncios de faculdades particulares.
_____Sempre gostei de anúncios. Acho publicidade uma carreira interessante; considero divertidos programas como o Na hora do intervalo. Gosto de ver os resultados de concursos como “melhores comerciais do ano” – são tão válidos quanto os do Festival do Minuto. Porém, as propagandas de universidades que superlotam os vagões do metrô geralmente não são nada boas. São um saco de se ver. De tão ruins, parece até que os infelizes que produziram aqueles anúncios foram formados pelas próprias centros universitários que anunciam.
_____Como não poderia deixar de ser, as universidades que mais fazem propagandas são as piores. Sua qualidade nunca atrairia nenhum aluno e, portanto, elas precisam espalhar aos quatro ventos sua miserável existência para serem lembrados pelos vestibulandos, os futuros coitados que nelas estudarão. Todas são a melhor em alguma prova do governo, com tantos cursos com conceitos “A +” do MEC, a única com cinco estrelas em algum guia estudantil ou qualquer bobagem do tipo. Baboseira vazia, mas que atrai uma penca de acéfalos e ignorantes. Quem sabe mesmo um tanto sobre Educação, no máximo, olha com tristeza para esse embuste.
_____Por isso mesmo que eu admiro extraordinariamente os humoristas da Cia. Barbixas de Humor. Em 2007, eles foram contratados para produzir alguns anúncios de uma faculdade particular. Graças ao talento dos Barbixas, os anúncios ficaram ótimos. Olhem um exemplo:






_____Terem um cheque depositado na conta, entretanto, não fez com que os humoristas assinassem embaixo sobre a qualidade dos cursos da faculdade que os contratou. Os vídeos produzidos estão disponíveis na página da Companhia no You Tube, mas, com ressalvas: “Vídeos publicitários produzidos para a Faculdade Cantareira. Mas pode ficar tranquilo... foram escritos, dirigidos e encenados pelos Barbixas.”. É lindo e honesto. Apesar do fato de quem eles têm a desculpa de que trabalham com humor, a atitude dos Barbixas foi muito corajosa.
_____Os anúncios feitos pela Companhia, como eu disse, são muito bons. O resultado, é que, apesar da piadinha depreciativa, neste ano ele foram contratados, novamente, pela mesma faculdade para produzir as propagandas. Confiram um dos reclames:






_____Quem foi que disse que honestidade – aliada a um trabalho bem feito – (às vezes) não compensa?


#####



P.S.: Existem outras propagandas e vídeos sensacionais do grupo na página deles no You Tube.
P.P.S.: Escrevi outro texto sobre os Barbixas que foi elogiado até pelo grupo. O nome é muito singelo: “Jesus Cristo, George W. Bush e eu”.
P.P.P.S.: Não, o texto não foi patrocinado. Mas, se alguém quiser depositar algo na minha conta, é só entrar em contato.

2 comentários:

  1. [...] Para quem se interessa pelo assunto, vale citar, como complemento, este texto que eu escrevi utilizando uns vídeos dos Barbixas. [...]

    ResponderExcluir
  2. [...] no fim do ano passado eu escrevi outro texto falando de propagandas de faculdades particulares: “Como anunciar”. [...]

    ResponderExcluir

Site Meter