09 agosto, 2009

Matemática cruel

_____É difícil não ficar morrendo de dó dos atores quando o número de pessoas no palco é maior do que o número de pessoas na platéia. Pior ainda fica quando a peça é boa.
_____Sábado, fui ao Viga Espaço Cênico, com a minha namorada, assistir Pedreira das Almas – texto de Jorge Andrade, dirigido por Brian Penido Ross. Que trabalho lindo. Bem montado, ensaiado e dirigido. O texto por si só já é interessante. Além dele, as interpretações estavam primorosas (do elenco principal aos coros) e a organização da peça não deixou nada a desejar.
_____É verdade que, mesmo sendo um bom teatro, o Viga tem uma sala principal que conta com apenas 74 lugares. É verdade que subiram ao palco 25 atores. É verdade que, naquele horário, o número de bobos vendo alguma novela provavelmente foi grande. Mesmo assim, não era para ter uma platéia com menos de dez pessoas (e, pelo que eu pude constatar nos comentários pós-espetáculo, mais da metade do público era de parentes de algum dos atores).
_____Uma peça com a qualidade dessa montagem de Pedreira das Almas não merece ficar vazia daquele jeito. Ela ficará em cartaz até o dia 30 deste mês, com apresentações às quartas, quintas, sextas, sábados e domingos. Recomendo enfaticamente.



Serviço:
Local: Viga Espaço Cênico.
Temporada: Até o dia 30 de agosto.
Horários: quartas e quintas, às 21h; sextas e sábados, às 21h30min; domingos, às 19h.
Ingresso: Quartas a sextas, R$ 20,00; sábados e domingos, R$ 30.

#####


P.S.: Aproveito a deixa para indicar outra boa peça em cartaz: Mediano, do meu querido Otávio Martins (com o fantástico Marco Antônio Pâmio e direção de Naum Alves de Souza). Vi quando estava em cartaz no Espaço Parlapatões e, ao contrário da Pedreira, estava bem cheia (ainda bem, um monólogo com mais atores do que público seria problemático). Agora está em cartaz no Teatro Folha e torço para que continue caminhando bem. Merece o sucesso que está fazendo.




Serviço:
Local: Teatro Folha.
Temporada: Até 10 de setembro.
Horário: quartas e quintas, às 21h.
Ingresso: R$ 20.

2 comentários:

  1. Seus textos são um espetáculo!!!

    Aliás, pena vc estar com toda a razão... "É verdade que, naquele horário, o número de bobos vendo alguma novela provavelmente foi grande..."

    Seguirei sua orientação.

    OBs.: Bjs à vc e à corajosa da "sua namorada" (hahahahaha)

    ResponderExcluir
  2. Agradeço por assistir Pedreira das Almas e sobre os elogios. Sou artriz do coro e divulgadora do Grupo das Dores de Teatro. Espero que muitos apareçam para ver a peça que felizmente se estenderá até setembro.
    Att.
    Giovanna

    ResponderExcluir

Site Meter