09 dezembro, 2009

Mitologias

Dos Milagres
"O milagre não é dar vida ao corpo extinto,
Ou luz ao cego, ou eloquência ao mudo...
Nem mudar água pura em vinho tinto...
Milagre é acreditarem nisso tudo!" (Mario Quintana)

___Tendo de pagar uma enorme dívida, o deus Loki sai à procura do anão Andvari – dono da maior fortuna do mundo. Para não ser capturado, o anão transforma-se em um salmão e sai a nadar velozmente; astucioso, Loki usa a rede que recebeu de presente da deusa Ran e captura o peixe. Assim, o hábil deus inventa a rede de pesca.


###


___Morto de desejos por Io, Zeus escureceu o céu com nuvens negras e, escondido, foi trocar carícias com a ninfa. Desconfiada, Hera desceu do Olimpo para procurar o marido. Ao perceber a aproximação da esposa, Zeus transformou a pobre Io em uma linda novilha branca.


###



___Falar de mitologia durante uma aula de História é garantia de sucesso. Não importa se são lendas nórdicas, gregas, egípcias ou ameríndias, é só começar a contar uma que os alunos pedem outra. É possível fazer análises riquíssimas, com salas sempre interessadas.
___Só existe um tipo de história mitológica que causa estranhamento nos estudantes e, portanto, alguma resistência.

###


___Após longas horas de pregação naquele lugar deserto, os milhares de ouvintes que atentos escutavam encontravam-se famintos. Quase ninguém havia trazido alimento. Jesus, então, aproximou-se de um garoto com um cesto que continha apenas cinco pães e dois peixes. O Nazareno foi partindo os pães e os peixes em pedaços e distribuindo por toda a multidão. Quando todos terminaram de comer, os discípulos recolheram as sobras e, impressionados, perceberam que com elas era possível encher 12 cestos inteiros.


###



___Por conta da força que o cristianismo tem no Brasil e no Ocidente, ninguém encara suas histórias como mito. As pessoas esquecem que controlar o tempo, metamorfosear-se em animais, soltar raios ou possuir armas que não erram o alvo é tão absurdo quanto andar sobre águas, multiplicar pães ou ressuscitar. Mostrar para um grupo de estudantes que a crença deles é tão mitológica quanto qualquer historinha romana causa olhares de espanto, admiração e ódio. O efeito é interessantíssimo.
___Mais interessante ainda é saber que se fosse a civilização egípcia a perdurar e espalhar suas crenças pelo mundo, hoje meus alunos ficariam consternados quando eu chamasse Osíris e Seth de figuras mitológicas.

#####



P.S.: Já que o assunto é religião, o sempre genial Nelson Moraes passou muito bem o assunto para a linguagem de quem usa Twitter ao dizer que “O Cristianismo é o Judaísmo depois de alguns RTs*.”.
P.P.S.: Já citei algumas vezes, mas vale citar mais umas dez: leiam o texto “Pessoas-que-Acreditam-em-Coisas”, do Alex Castro.
P.P.P.S.: Daniel Lopes, editor do ótimo Amálgama, tornou-se meu vizinho de Ops! com o Index: um blog ateu. Dou meus votos de vida longa e boa sorte.

__________
* ReTweetings.

70 comentários:

  1. Sobre os milagres de Jesus, e fundamental antes de criar uma critica entender o momento. Muitas vezes Jesus Utilizou de histotias para ficar mais facil para as pessoas endenderem que precisam de curar nao so o mal fisico, mas prncipalmente o emocional, que escraviza. Esta e a verdadeira libertaçao.
    Quando Jesus realizava algum milagre e porque a pessoa queria e fazia acontecer. ( querer e agir) como e o caso de para de fumar, querem e agir.
    Jesus esta muito acima de qualquer religiao e criticar por influencia de religiao, ou do que ela fez ou faz e um tanto enganador.
    Ele realzou milagres, mas prova maior antes de aceitar alguma situaçao de critica positiva ou nao e realizar uma pesquisa mais aprofundada sobre Jesus.
    Os discipulos de Jesus no decorrer da biblia e outros livros, vemos serem pessoas simples e ate mesmo sem informaçao, mas apos a ressureiçao este mudaram completamente seu modo de viver, essa e a maior prova da ressusreiçao de Cristo.
    Paulo e tantos outros que nem conviviam com Cristo, pois nao eram da epoca mudaram a forma de agir.
    Uma coisa e criticar as religioes, outra coisa e mistura-las a Cristo, precisamos ter clareza e esclarecimentos para saber dividir.
    Acredito que se popularizassemos mais a figura de Cristo e entendesssemos melhor seus fundamentos sem divinizarmos ao extremos poderiamos ser mais felizes. Nao que Cristo nao seja divino, mas Ele se fez homem, para quebrar esta barreira.

    ResponderExcluir
  2. Pois te desafio a me provar ou discutir seriamente o assunto. Pois claramente noto que possui uma visão errada ou da bíblia ou da história já que Jesus e seus milagres não são adventos inclusos em um só livro, ou uma só versão da história.
    Ou você desconhece história ou tem fé inquestionável demais no que disseram seus tutores.

    ResponderExcluir
  3. A questão é: Por que justamente a religião de um insignificante povo nômade perdurou até os nossos dias? Por que só ela foi tão influente e difundida?

    ResponderExcluir
  4. Felipe de Medeiros09 dezembro, 2009 08:36

    Qualquer teólogo sério sabe que a Bíblia contém diversos mitos. Estranho seria supor que ela, escrita por diversos povos e culturas ao longo de séculos, não os contivesse. Isso se comprova por um bordão escamoteado que diz que "quanto mais teologia se estuda, mais cético se fica" (claro, teologia séria, crítica, e não aquela proselitista regada de fantasias e/ou ingenuidades). Daí que entra a palavra fé, fundamental em toda e qualquer religião (e é ela que nos diferencia das seitas). No caso cristão (que é o meu caso) deve-se levar em conta fundamentalmente a fé na divindade da pessoa de Jesus, conceito que não se justifica pela razão, mas vai além desta. A razão apenas nos conforta e dá apoio, mas a fé é que nos dá um impluso direto para seguir o cristianismo.

    ResponderExcluir
  5. Felipe de Medeiros09 dezembro, 2009 08:38

    Creio que convenha ler o comentário abaixo. Não encare isto como um "desafio", mas apenas como um diálogo saudável sobre um tema importante que merece debate.

    ResponderExcluir
  6. Não entendi bem seus argumentos, Michel. Você está dizendo que tudo que se fala sobre Jesus é correto porque não está em um só livro? Oras, mas não acontece o mesmo com Zeus ou Odin? Suas histórias não estão narradas por uma só fonte.

    ResponderExcluir
  7. Amigos... deixe a teologia para os teólogos.
    Falar de teologia sem ser teólogo, é como falar de leis penais sem ser advogado... só se fala besteira e se desinforma.

    Uso as palavras de Jesus aos incautos leigos de sua época - "Errais em não conhecer as Escrituras e o poder de Deus".

    Só uma dica - o sobrenatural não está no domínio da razão.

    ResponderExcluir
  8. De que povo nômade você está falando? A religião muçulmana dura até hoje e está bem difundida. E mais, existem religiões que duraram mais que o cristianismo. Posso até citar uma que dura mais que ele: o judaismo.

    ResponderExcluir
  9. É muito patético ver uma pessoa defendendo as aulinhas da manipuladíssima história para afirmar que religião é mito...

    ...mais um querendo chamar atenção.

    ResponderExcluir
  10. JOSUE DA SILVA OLIVEIRA09 dezembro, 2009 09:37

    QUANTA IGNORANCIA POR OPÇÃO! SE VC LESSE NÃO FALARIA DO Q NÃO LE!

    ResponderExcluir
  11. JOSUE DA SILVA OLIVEIRA09 dezembro, 2009 09:43

    MAIS UMA COISA!NÃO LEIA SOMENTE LIVROS SOBRE RELIGIÃO, MAIS PROCURE SE INFORMAR COM LIVROS E PESQUISAS SOBRE HISTORIAS DOS POVOS ,CIVILIZAÇÕES, PALEONTOLOGIA ,GEOLOGIA, E TUDO MAIS A RESPEITO PARA VC PODER TER UM MINOMO DE CONHECIMENTO DE IDEIAS !INFORME-SE ANTES DE OPINAR SOBRE O Q SE NÃO ENTENDE !

    ResponderExcluir
  12. carla, estou com vc...fiz história e é uma babaquice atrás da outra, comparar Jesus com Odin, Osíris e outras idiotices, é ser tão irracional quanto ''as lendas''(pq, de fato, meu querido, esse poder espiritual existia, nem a bíblia nega o espiritualismo do Egito, por exemplo). Os alunos mostram que têm mais entendimento do que você. Um serzinho amargo que acha que esse empreguinho é tudo na vida.

    ResponderExcluir
  13. Não. Estou dizendo que Jesus é citado por ter feito milagres não só em livros da bíblia ou religiosos, mas em documentos históricos alheios e até antagônicos a missão de Jesus.
    Sem buscar muito, cito este exemplo:

    http://g1.globo.com/Noticias/0,,MUL730858-9982,00-EXISTENCIA+HISTORICA+DE+JESUS+CRISTO+E+INQUESTIONAVEL+AFIRMAM+ESPECIALISTAS.html

    ResponderExcluir
  14. Simplesmente pois seus milagres e passagem histórica são citados também em livros não religiosos, pagãos, relatos etc.
    São a esses históricos que me refiro. A relatos descompromissados com sua passagem religiosa e que reafirmam o que dizem a bíblia.
    Sem pesquisar muito, um exemplo:

    http://g1.globo.com/Noticias/0,,MUL730858-9982,00-EXISTENCIA+HISTORICA+DE+JESUS+CRISTO+E+INQUESTIONAVEL+AFIRMAM+ESPECIALISTAS.html

    ResponderExcluir
  15. Olá Ulisses.
    Entendo a questão que vc levantou, mas assim como a questão levantada depende de um indivíduo com seus pensamentos e idéias, assim também as respostas serão relativas aos pensamentos e idéias de quem responde. Porém, gostaria de dizer que nós cristãos, jamais poderemos admitir/reconhecer que a nossa FÉ se baseia em mitos/mitologias, quando sabemos, por ela mesma, que se baseia em fatos. Veja, JESUS, nosso Senhor e Salvador está presente no meio de nós até hoje. Ele Se permite encontrar, através das Graças que sempre nos dá, para aqueles que amam a Verdade. E Ele mesmo é o Caminho, a Verdade e a Vida. Quando eu afirmo isto, eu o faço baseado num Dom que DEUS me deu: o Dom da FÉ e da Sabedoria. Como católico, bem sei que há Um só SENHOR, e este SENHOR eu testemunho com a minha própria vida.
    Eu encontro com JESUS na Igreja praticamente todos os dias, incoerência seria eu achar que Ele não está, ou que não É Ele, quando o fato é que Ele mesmo Se revelou para mim por diversas vezes. Já senti a Sua Santa Presença Eucarística, senti a Presença do ESPÍRITO SANTO, que É DEUS com o PAI e com O FILHO. Senti, em espírito, a presença e o Amor enorme de MARIA, nossa Mãe e Rainha. E tudo isso, depois de ter muitas e muitas vezes discutido com ateus, protestantes e espíritas. Eu busquei a Verdade e A encontrei! Na verdade, eu sempre a tive comigo, e todos nós A temos, pois DEUS Se permite encontrar dentro dos nossos corações, pois que somos feitos para Ele, por Ele-AMOR CRIADOR.
    Quando JESUS realizou o Milagre da multiplicação dos pães, e a Sagrada Escritura diz claramente que foi um milagre, Ele de fato o fez, não foi algo simbólico, foi DEUS encarnado, verdadeiro DEUS e verdadeiro Homem que o fez. Não é uma história para ilustrar uma mensagem, há mensagens sim, mas é uma história para nos dar uma lição sobre Alguém que está vivo no meio de nós.
    DEUS abençoe a todos vocês! Permaneçam na Sua PAZ!

    ResponderExcluir
  16. Concordo absolutamente.

    Tremenda falta de originalidade.

    ResponderExcluir
  17. Parabéns pela coragem do que você escreveu, e principalmente pela coragem de discutir isso, inclusive com seus alunos. Respeito as religiões até começar o debate sobre elas; convidada (ou impelida) a discutir, não abro mão de questionar cada detalhe do que os crentes caracterizam como fé. Também sou professora, mas de pequenininhos. Com eles faço sempre o exercício de questionar, aos outros, à doutrina que você segue, a si mesmo. O que não vale é ser mais um a seguir cegamente uma pessoa, um dogma, um livro, sem se questionar sobre isso.

    Obrigada pelas novas questões colocadas!

    ResponderExcluir
  18. É isso aí, Diogo.
    Concordo plenamente com seu argumento.
    Por isso não vou me deter em questões religiosas, mas observar uma clara incoerência do conteúdo literário.
    Todo o contexto da literatura mitológica surgiu da fantasia, imaginação, não há referências dentro da realidade humana, do nosso mundo, do nosso cotidiano. Pertencem a um contexto psicológico de valores duvidosos. Por exemplo, esses personagens nâo têm um endereço na terra ou na nossa história, não viveram em tal lugar ou tal época, não se relacionaram com outros personagens reais que podem ser investigados ou pesquisados, na nossa história.
    Na bíblia, no cristianismo ou judaísmo, essas pessoas existiram em determinados lugares e épocas bem definidos, e conviveram com personagens reais da nossa história. fazendo parte dela.
    Diferença básica entre mitologia e realidade que esse Ulisses não observou.
    Essa tentativa de inserir o cristianismo na mentalidade mitológica é de uma insensibilidade repugnante.

    ResponderExcluir
  19. Felipe de Medeiros09 dezembro, 2009 14:18

    Lamentavel o tom agressivo. Infelizmente isso é comum quando o assunto é religião e certos conceitos são questionados. Quando se chega ao nível mais exaltado, o debate se encerra. Seria inútil continuar...

    ResponderExcluir
  20. Esses babacas (que se acham salvos) deviam passar fome, pra lembrar do ser humano, e não do que os controladores de religião vomitam em cima deles !

    ResponderExcluir
  21. Felipe de Medeiros09 dezembro, 2009 14:40

    Há uma extensa bibliografia sobre a mitologia bíblica, escrita tanto por cristãos como ateus, livros modernos e do início do século XX. Essa é uma realidade. Para citar um exemplo, basta estudar com profundidade o exemplo clássico de Adão e Eva (há diversos outros exemplos, sobretudo no Antigo Testamento). Entretanto, isso em nada desvirtua ou desprestigia o cristianismo, baseado na fé na divindade do homem Jesus Cristo. Não se deve confundir fé e razão.

    ResponderExcluir
  22. Felipe de Medeiros09 dezembro, 2009 14:44

    Lamentável o tom agressivo. Infelizmente isso é comum quando o assunto é religião e certos conceitos são questionados. Quando o debate se exalta, é a hora de ser encerrado. Seria inútil continuar...

    ResponderExcluir
  23. A Coisa Mais Imbecil q eu ja li ate hj!

    ¬¬

    Nao fale daquilo q vc supõe saber querido!

    Jesus te abençoe!

    ResponderExcluir
  24. Oh professor espertão. Dá um pulinho lá na Arábia, e fala que Allah é um mito, e que nunca operou nenhum milagre.

    Fala lá pra eles que não existe anjo Gabriel coisa nenhuma, que a Caaba não é uma pedra trazida do céu pelos anjos. Fala que tudo isso é absurdo.

    Aí depois em conta como foi, se conseguires voltar.

    ResponderExcluir
  25. Se o Ulisses me perdoa o link, há na página de filmes do meu blog o trailer do documentário "The God who wasn't there", bem como links para quem quiser comprar ou baixar. Ele explora a origem do cristianismo, o lapso de tempo entre a vida de Jesus e a escritura dos textos ditos sagrados, que refletem em Jesus mais um padrão de heroi que existia na época (nascido de uma virgem, operador de milagres, torturado até a morte, salvador da humanidade, etc.) do que o Jesus histórico.

    O link: http://index.opsblog.org/filmes/

    ResponderExcluir
  26. Nós sabemos porque...Porque ela foi fundado por Jesus (verbo encarnado) era Deus feito homem, e dura até hoje porque tem a assistência eterna do Espírito Santo. Que é o amor entre o Pai e o Filho... Simples assim... somente os que tem fé... assim o podem entender..e ter Fé, não é um merecimento humano, mas um dom de Deus, a quem Deus concede aquele que o pede. É simplesmente uma sensação maravilhosa acreditar e ter Fé na Igreja que Jesus (Deus encarnado) fundou.

    ResponderExcluir
  27. Correto Felipe...Parabéns. Paz e Bem

    ResponderExcluir
  28. Gente tem umas respostas meio ignorantes, concordo com você em parte só que tem milhões de fanaticos religiosos te criticando sem ao menos entender uq vc quis dizer. Ou sem ao menos saber o pq acreditam ou deixam de acreditar em Deus (se é que tem algum conceito pra isso), boa sorte Trida shushus gosta de ser polemico não?

    ResponderExcluir
  29. Alberto, que comentário mais rídiculo e sem nexo.

    Não entendo porque estão chingando o Ulisses ( nunca achei que ia te chamar assim ;D) não gostaram, vão pra igrejas de voces rezarem, vão trabalhar, ou dar meio hora de b**** na esquina.

    Não gostou, não comenta. E se comentar, comente algo com sentido ou pelo menos comente sua opinião sem desrespeitar a opinião dos outros.

    Eu acredito em Deus e em Jesus, mas também sei que eles podem não existir.

    ResponderExcluir
  30. Daniel, meu querido, links, principalmente relevantes como esse, são sempre muito bem vindos.

    ResponderExcluir
  31. "Não há referências dentro da realidade humana" na mitologia? De que mitologia você está falando, Wil? Escolha uma mitologia qualquer, de qualquer povo, estude-a a fundo e você vai achar fácil. Pode perguntar se precisar de ajuda.

    ResponderExcluir
  32. Exatamente... Ignorância é uma merda, né?

    ResponderExcluir
  33. Alguém tem de fazer o serviço sujo e mostrar para o mundo que existe mais entre o céu e a terra do que julga nossa vã filosofia. ;-)

    ResponderExcluir
  34. Todo ateu se acha o dono da verdade, pelo menos todos os que eu conheço.

    ResponderExcluir
  35. Não sei se todo, mas eu entendo. Torna-se um pouco inevitável parecer dono da verdade; imagina que legal se suas crenças puderem ser reproduzidas e explicadas de maneira que se compreenda. Eu ia ter um pouco de vergonha de espalhar uma crença que não pode ser explicada, uma crença em que eu teria de afirmar, a todo momento, que não está no domínio da razão.

    Ah, fica um link extra para diversão: http://www.umsabadoqualquer.com/272-graca-de-deus-3/

    ResponderExcluir
  36. Bom Ulisses, admiro sua coragem por querer tocar, publicamente, num assunto tão delicado quanto esse.
    Apenas uma breve contribuição para a discussão: Dogma (espero ter colocado certo o link =)
    Isso é a primeira coisa que me vem à cabeça quando o assunto é religião. Parabéns aos que entenderam.

    ResponderExcluir
  37. Tá bombando isso aqui! Rs, acho engraçada a forma agressiva com que os religiosos respondem, a maioria já partiu para a ignorância sem nem tentar dialogar.... Sem contar os que dizem "tadinho do pobre menino, não sabe nada... Que deus te abençõe... E te dê juízo...", e eu fico me perguntando, se é tão fácil provar que o que você escreveu é um monte de banalidade sem sentido, porque ninguém se deu ao trabalho?

    ResponderExcluir
  38. Suas aulas de mitologia sao o maximo *-* [/sua interpretação nem se fala né. Mais como disseram ai que naum gostou ao menos use de inteligencia para discutir nao de ignorancia neh? Seria legal vc ter dado uma aula dessa ess ano *-*. Adoro debater sobre o assunto. Agora fui ler com atenção o texto do Alex Castro, excelente ^^. É uma pena que poucos se interessem em saber o porque de suas crenças, de onde vieram, ou ao menos a lógica.

    ResponderExcluir
  39. A mitologia cristã, tão presente nesse nosso país foi quem me ensinou a mentir como forma de defesa de olhares tortos, recusas e isolamento: criança não-batizada que fui e sou, ao primeiro "não, não tenho deus" percebi como sorrisos podem se tornar expressões de pura indignação. Disso tirei a lição, não sei bem se certa ou totalmente errada, de que a omissão é a melhor forma de diplomacia.

    ResponderExcluir
  40. Cristianismo, a ideia mais brilhante para conseguir dinheiro.
    desde a idade média.

    ResponderExcluir
  41. Todo ateu que eu conheço (sem nenhuma excessão):

    - Se acham mais inteligentes
    - Adoram se gabar falando "Deus não existe" (como se isso contribuísse positivamente para a sociabilidade do mesmo...)
    - Tomam atitudes baseadas mais na razão do que no altruísmo
    - São exibidos, gostam de aparecer
    - Por não acreditarem em entidades divinas, eles não têm facilidade de ficar com a consciência pesada, ou seja, um ateu pode fazer mal a alguém e um minuto depois nem ligar para o que aconteceu.
    - Estranhamente, apesar de não acreditarem em céu, eles se importam com o bem patrimonial que deixam após a morte
    - Tratam as pessoas como se fossem reações químicas complexas, nada mais do que isso

    Calma, eu não estou sendo preconceituoso, embora possa parecer isso. Eu simplesmente estou mostrando um FATO sobre TODOS os ateus que EU CONHEÇO. Eu posso estar errado sobre algumas coisas (e com certeza devo estar), mas é essa a impressão que eu tenho deles.

    Agora, vou falar o que EU ACHO sobre TODO ateu. Eles são, em um nível mediano ou avançado, psicopatas. Não, não estou falando psicopata necessáriamente no sentido daquele que gosta de matar, mas no sentido de uma pessoa que só sabe valorizar a razão (pesquisem mais na internet sobre psicopatia e saberão do que estou falando). Vejam bem, eu disse o que EU ACHO, não disse "tenho certeza", então não estou sendo preconceituoso. E se parecer isso, excluam a postagem (mas justificando detalhadamente tal ato).

    P.S.: Sei que o que escrevi não tem ligação direta com o assunto da "Mitologia", mas li coisas tão irritantes nesses comentários que me vi forçado a escrever o que escrevi.
    P.P.S.: Acredito em Deus, apesar de odiar a Igreja e a maior parte da Bíblia
    P.P.P.S.: Se eu fosse o dono deste blog pararia de fazer postagens sobre religião, até porque conversar sobre religião é um saco!

    ResponderExcluir
  42. - Por não acreditarem em entidades divinas, eles não têm facilidade de ficar com a consciência pesada, ou seja, um ateu pode fazer mal a alguém e um minuto depois nem ligar para o que aconteceu.

    nonsense, não é pq um ateu não tem um 'deus', que ele não tenha remorso, ou coisa do tipo, não tem nenhuma ligação essas duas coisas.

    o resto que disse, bom, não se relaciona com nenhum amigo ateu que tenho.

    ah, e aliás, sou igual você, não sou ateu, mas odeio a igreja/bíblia.

    ResponderExcluir
  43. Realmente li muitos comentários que pelo amor né rsrs .

    Mas enfim esse é um assunto muito discutido hoje em dia , o povo está mais liberado a ter sua própria crença sem ser obrigado pela familia ( graças ) .

    E acho tremenda tolice vir aqui provar que deus existiu sem nem mesmo saber o porque de acreditar em tal .

    É isso , se falei besteira só posso pedir perdão , não quis ofender ninguém nem questionar nada apenas disse o que acho .

    Abraço Lillo .

    ResponderExcluir
  44. Deus não me confundi , Jesus .

    rsrs

    ResponderExcluir
  45. Olá,

    "A dificuldade em enxergar o cristianismo como mitologia", assim está chamado o teu texto no posts, Ulisses, muitos já fizeram comentários, realmente há uma dificuldade em enxergar o cristianismo como mitologia, pois o cristianismo é vivo, Jesus é vivo, é verdadeiro. Creio que mesmo que te apresentem artigos, estudos, achados históricos, ou qualquer coisa produzida racionalmente, só serviria para um debate, não podemos desvirtuar o que Jesus é, e colocá-lo como um simplesmente um ser histórico, um personagem entre tantos outros, e se cremos em Jesus, não mitológico, naquele que morreu e ressuscitou, deu a vida no meu e seu lugar, cremos também que o cristianismo é verdadeiro, ao falar sobre o cristianismo, você citou uma das passagens bíblicas, se você ler a Bíblia simplesmente como um livro histórico, não entenderá a profundidade das suas palavras, nela diz que "Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente." I Co 2:14. Sendo assim, a questão espiritual do cristianismo, da Bíblia, de Jesus, só entendemos quando o aceitamos, quando o Espírito Santo vive em nós, e isso é tremendamente maravilhoso!

    Esteja com Jesus

    Abração

    ResponderExcluir
  46. Ao meu ver, mais de 50% de nosso remorso vem do temor a Deus. Pensando bem no assunto, remorso nada mais é do que o medo de ter feito algo errado. E a fonte do medo do que acredita em Deus é Deus e as leis morais. Já no ateu, ele só se preocupa com as leis morais, então, querendo ou não, deve-se admitir que todo ateu sente remorso de forma reduzida. A menos que se apresente contra-argumentos, essa parece ser a afirmação mais viável no momento.

    Concorda comigo, gama ballsucker?

    ResponderExcluir
  47. Em parte.

    Remorso não é medo de ter feito algo errado, remorso é ter feito algo errado, e sentir que: ou não deveria ter feito, ou fez sem querer, mas mesmo assim está com remorso. Tem outras alternativas de remorso também.

    E concordo na parte que, provavelmente, quem acredita em Deus fielmente, é mais possível que tenha mais remorso, geralmente não por temer o Deus, mas simplesmente pelos valores morais, que nos ateus, esses valores são diferentes, ou em menor peso.

    ResponderExcluir
  48. Sempre desconfio das certezas, das verdades absolutas. E, paradoxo que seja, afirmo aqui três certezas minhas:
    1) Para se chegar a Deus (ou outras divindades), só pela fé;
    2) afinal, ninguém pode provar que Deus (ou deuses) existe;
    3) pelo outro lado da moeda: ninguém também pode provar que Deus (ou outras entidades) NÃO existe.

    Portanto, quando alguém fala que DEUS EXISTE, esse camarada tem fé.
    E se alguém afirma que DEUS NÃO EXISTE, esse douto também tem a mesma fé, incapaz que ele está de provar a não-existência.

    Eu, cá por mim, torço pra que exista vida após a morte. E tenho muita FÉ que, em algum dia, o meu Clube Atlético Mineiro seja campeão brasileiro.

    Porque, pra continuar torcendo pelo Glorioso, que veste o Manto Sagrado (é assim que a torcida do Galo o denomina, torcida composta - como todas as outras - por ateus, cristãos, evangélicos, umbandistas, budistas e por aí vai a chamam carinhosamente) só com muita FÉ, meus caros!

    ResponderExcluir
  49. [...] e-mail. Volte sempre. #####Powered by WP Greet Box___Queridos leitores, vocês leram o artigo “Mitologias” que eu publiquei aqui no blog, na semana passada? Vale voltar lá um pouco; não só pelo [...]

    ResponderExcluir
  50. Ulisses, tenho pavor de religião... Deus me livre ser ovelha :-)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  51. Não vou defender os ateus que você conhece, ainda mais pq sei que existem todos os tipos de seres humanos, bons e maus, independente de qquer religião. Mas, tb tenho de dizer que é bem melhor ser uma boa pessoa, ajudar o próximo, etc. por vontade própria e não por medo de um castigo divino.

    Ah... o seu P.P.P.S. eu tenho de responder: Faço postagens sobre religião pq o tema me interessa... Acho um assunto interessante a ser discutido e é ótimo poder, como agora, falar algo q raramente se vê por aí. Perdoe-me se você não gosta, mas eu me divirto bastante.

    ResponderExcluir
  52. Tenho um porém para vc, Lobo Mauro: Quem diz que algo existe é que tem de provar sua existência. Ou eu posso, do nada, falar que você é um assassino e você que vai ter que perder seu tempo tentando me provar que eu estou errado?

    Ah... o Carl Sagan falou disso tb no livro O mundo assombrado pelos demônios. Dá uma lida, é bem bacana.

    ResponderExcluir
  53. Ulisses, valeu a dica do Carl Sagan - o Jacque Costeau do espaço de cima. Eu num sei se é adendo, mas vou escolher as palavras a dedo:
    falei hipoteticamente, sem medir graus de esforços. Tentar provar alguma coisa dá no saco, de tanto trabalho que precisa.
    Se, hipoteticamente, surgir um mané que queira provar a inexistência de algum demônio Saganístico, esse desafortunado não conseguirá.
    Agora, se vc me chamar de assassino, posso provar fácil, pois tenho testemunhas!: Os 3 Porquinhos (principalmente o Prático e o Heitor. O Cícero, que construiu a cabana de palha, é meio preguiçoso até pra depor); a Chapeuzinho Vermelho e a Vovozinha (aliás, o assassino é o Caçador... estou processando-o ainda no pós-mortem)

    ResponderExcluir
  54. Ah, pro lobo aqui não ficar em cima do muro (sou mineiro, mas pelo menos não sou PSDB - ops, fé em políticos é uma outra questão):
    eu não tenho fé religiosa. Não acredito, nem desacredito. Tenho fé é na fé das pessoas. Não estou preocupado lá se Deus existe. Como disse antes, minha torcida é que exista vida após a morte (assim, vou poder dar uns 'Pedala, Robinho' no Médici e nos árbitros de futebol que roubaram meu GALO!)

    ResponderExcluir
  55. [...] sempre. #####Powered by WP Greet Box___Mal se completou uma semana que eu publiquei o artigo “Mitologias”, encontrei um escrito de um autor que eu gosto muito falando, assim como eu, sobre religião e [...]

    ResponderExcluir
  56. Nossa!
    O primeiro banco da paróquia veio em peso.
    gde poste!
    abraços e que o céu não caia sobre nossas cabeças!

    ResponderExcluir
  57. Cara, como vc sabe o que Jesus estava tentando fazer? Ele fala com vc dentro da sua cabeça? ¬¬

    ResponderExcluir
  58. Especialistas em Jesus Histórico são o que? Sacerdotes cristãos que cursam teologia num mosteiro?

    ResponderExcluir
  59. O que a teologia e a ufologia tem em comum?
    Ambas estudam coisas que as pessoas acham que viram mas não há qualquer evidência senão os testemunhos subjetivos. (E alguns vídeos virais feitos em computação gráfica circulando pelo youtube)

    "O deus dos outros é mitologia, o nosso é real."

    ResponderExcluir
  60. Pelo menos o cara não tá gritando com um megafone dentro de um vagão lotado, afirmando coisas que não pode provar.
    É muito patético ver pessoas defendendo coisas que não se pode provar.
    PS: Gnomos existem e Papai Noel também.

    ResponderExcluir
  61. Leia Gramática da Língua Portuguesa. Você não pode julgar estas letrinhas sem entender o que elas significam.

    ResponderExcluir
  62. O critério você usa para discernir um texto imbecil de um coerente é o mesmo que você usa para pregar o evangelho?

    ResponderExcluir
  63. Alá não significa Deus em árabe? Não é o mesmo Deus Abraâmico do Antigo Testamento Judaico-Cristão?

    ResponderExcluir
  64. Paulo, de onde vc tirou “O deus dos outros é mitologia, o nosso é real.”? É sua mesmo? A frase é ótima. Serviria até de epígrafe para o texto.

    ResponderExcluir
  65. sou cristão, mas concordo com oq o pessoal diz sobre os cristãos q não querem debater e saem falndo qqr coisa, ou se querem, o fazem sem conciência.
    Acho q num dá pra se discutir religião apenas, com uma "santidade" levada ao extremo, acho q o pessoal deveria usar fatos históricos q existem.

    ResponderExcluir
  66. "Mitologia é como chamamos a religião dos outros".

    Grande texto!

    ResponderExcluir
  67. "Mitologia é como chamamos a religião dos outros".

    Grande texto! Parabéns pelo blog!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  68. É como eu chamo todas as religiões. ;-)

    Obrigado.

    ResponderExcluir

Site Meter