02 março, 2010

Mundo do Photoshop

___Faz um tempo, entrei no apartamento de um casal de amigos meus e me surpreendi com uma cópia, em tamanho grande, do Lunchtime atop a skyscraper, de Charles Ebbets.




___Parei por um tempo e fiquei apreciando a imagem. Minha amiga virou para mim e disse:
___– Legal, né? Até parece de verdade.

###



___Por maior que tenha sido a Grande Depressão, ela não fez com que todos os empresários norte-americanos fossem à bancarrota. Alguns, como John Davison Rockefeller Jr., não só continuaram ricos como, também, aproveitaram o momento (e, para certos críticos, o grande desemprego e os salários baixos que passaram a ser oferecidos) para empreender obras que chamassem atenção. Nesse caso, a construção dos primeiros arranha-céus do Rockefeller Center.
___O fotógrafo Charles Clyde Ebbets frequentou o canteiro de obras do Rockefeller Center e, do alto das construções, fotografou os trabalhadores. Ebbets conseguiu imagens de efeitos vertiginosos: fotos de rara beleza e que ainda denunciavam a falta de segurança a que os operários estavam submetidos.




___Vejam só: Charles Ebbets teve um trabalho absurdo para tirar fotos do alto de uma construção, em plena década de 30, para, anos depois, chamarem as imagens de montagens. Chega a ser maldade.


###



___Contei a história da foto para minha amiga. Com uma carinha de moça desconfiada, ela disse:
___– Já estou tão acostumada a ver as mais banais fotos de mulheres em revista e pensar que são de mentira, que eu nunca iria adivinhar que uma foto louca como essa aí é de verdade.

12 comentários:

  1. Essas fotos são realmente impressionantes. E isso de ver algo e sempre pensar na edição, é inevitável mesmo. O que tem de mulher em capa de revista com um único tom de pele, sem umbigo e por aí vai...

    Não entendo essa necessidade absurda de edição.

    ResponderExcluir
  2. Essas imagens realmente são fantásticas, porém eu já as conhecia um pouco. Para dizer a verdade eu não imaginava que fossem de mentira. Quantas vezes já vi algo parecido em filmes americanos com histórias da década de 30 ou 40 e principalmente em desenhos animados. Talvez pensassem que fossem de mentira por acreditarem que o fotógrafo não teria coragem de subir tão alto. Eu não sei é como estes trabalhadores tinham coragem de lanchar com toda tranquilidade no topo de mundo!

    ResponderExcluir
  3. Marcus Vinicius03 março, 2010 10:20

    Realmente são fotos impressionantes, fotos que realmente me fazem dizer que esses trabalhadores são muito corajosos e ousados. Algumas dessas fotos me faz lembrar do filme "Ninguém segura este bebê".

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que você explicou pra ela. Eu me senti ofendida por ele!

    ResponderExcluir
  5. Ah, eu não acredito que encontrei vida historiadora (e ainda com um ótimo humor!) na blogosfera?!
    Gostei demais das fotos, Mauricio. Na verdade, sou alucinada pelas fotos do início do século XX.
    A maioria das pessoas realmente acredita que são montagens. Talvez seja impensável para elas o fato de um trabalhador acostumar-se a arriscar a vida no alto de uma construção em troca de um salário. Mas será que isto não é parte de uma História que, mesmo tantas décadas depois, não mudou em quase nada (no tocante aos trabalhadores e seus sacrifícios...)?!

    Bom, assim que der, arrumo o link das imagens que utilizei para criar uma revista sobre a República de Weimar, são centenas e mais centenas e acho que você vai gostar de ver como era a Alemanha antes do nazismo. Mesma época dos trabalhadores do Rockefeller Center.

    Ah, quase ia me esquecendo, sou historiadora (ou professora de história) também. Por isso, gostei tanto de encontrar seu blog e seu post. Seria como descobrir um patrício meu lá do planeta 51...

    Um abraço pra ti e assim que der volto para acompanhar os posts.

    ResponderExcluir
  6. Olha só... Acho que já ví essa primeira foto em algum lugar! rsrsrs

    Agora, quando as pessoas perguntarem, vou mandar o link desse seu post!

    ResponderExcluir
  7. Ei, Ulisses!

    Como é comum com fotos muito famosas, existem várias montagens feitas a partir da foto luchtime.

    Apostando no humor, uma delas mostra, em vez de homens, mulheres; em vez de lancheiras, estojos de maquiagem.

    Tosco né?

    Está aí mais um caso para pensarmos como consumimos imagens hj. Quer dizer, ter uma grande foto na sua sala e nem sequer ter noção do autor ou o que ela retrata. Ainda mais não sendo o retrato de um monumento ou uma paisagem, e sim uma foto jornalística.

    Sempre digo que o centro de sp não é uma imagem em preto e branco pendurada num restaurante qualquer. Isso pq o bairro (e a cidade de sp em geral) costuma ser admirado em fotos "antigas" que encontramos em qq canto, mas pouca gente tenta admirar e valorizar a cidade real, a de hj.

    Vc pode comprar uma obra histórica numa loja de decoração qq. http://www.artepropria.com.br/ecommerce/vitrine.php?c=56&g=83&sg=116

    Inclusive, esses caras que reformam bares vendem o serviço completo. Colocam o balcão, as pastilhas falsas na parede, as cadeiras em madeira escura e, claro, o pacote de quadros de fotos antigas.

    Abraço!
    @panopticosp

    ResponderExcluir
  8. Leituras recomendadas...

    Meus itens compartilhados no Google Reader.

    Mundo do Photoshop, em Incautos do Ontem.

    Não Quero Falar Sobre Isso Agora, em Estranho Encontro.

    Alexander, o grande, em C'est Sissi Bon.

    Olha o Carnaval Nerd aí gente!, em Infopod.

    Quando ...

    ResponderExcluir
  9. Eu, que morro de medo de altura, torci para que fossem montagens!

    Muito boas as fotos, mas foi difícil ver todas elas...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá !
    Impressionante as fotos...
    Apesar de achar que ainda falta muitas coisas a se fazer na questão da segurança do trabalho, com essas fotos, pude notar uma pequena melhora...rs...
    Abraço !

    ResponderExcluir
  11. Muito boas as fotos, realmente impressionantes as condições de trabalho dos operários, a falta absoluta de segurança. As fotos acabam parecendo montagens exatamente pelo elemento absurdo da situação.

    ResponderExcluir

Site Meter