05 novembro, 2010

Qual é o seu signo?

___Posso não ser a pessoa mais sociável do mundo, porém, precisando, sei conversar. Não que eu entenda de tudo (provavelmente não entendo de nada), só que estabelecer conversas cotidianas simples não costuma ser um grande desafio, mesmo quando é um assunto que pouco me interessa. Só tenho um calcanhar de Aquiles: signos.
___Juro que não consigo entender como pessoas adultas, donas de todas as suas faculdades mentais, conseguem falar de signos como se fosse algo minimamente sério.
___– Nossa, você também gosta de Ultraje a Rigor?
___– Sim, gosto bastante. – respondo, esperando o início de uma conversa sobre música. Porém, ao invés disso, vem um “Puxa, que bacana. Qual é o seu signo?”.
___Abalado com aquela pergunta um pouco fora de lugar introduzida de supetão na conversa, gaguejo a resposta, um tanto em tom de pergunta “Ah... er... A-Aquario?”.
___– Ah, é por isso que você gosta. Pessoas de Aquário apreciam ironias e brincadeiras.
___A conversa muitas vezes tende a tropeçar nesse ponto. Não sei exatamente o que falar para continuar o assunto, “Ah é? E as de Câncer?” ou “Mesmo? Achei que eram as de Virgem e Sagitário.” ou “Meu horóscopo diz que as pessoas de aquário sempre são sérias, casmurras e com tendências psicóticas.”. Não vejo sentido em falar mais nada. Se a pessoa está colocando na conversa algo estapafúrdio como signos, só tenho vontade mesmo de colocar outra coisa bizarra como um “Jura? E você sabia que o Sandman sonha em aprender a dançar samba de gafieira?”.


#####


P.S.: Como extra, ficam alguns dos meus quadrinhos preferidos da série Horóscopo, da revista beleléu.


Capricórnio - Plinio Fuentes


Aquário - Pablo Mayer


Áries - Eduardo Arruda

6 comentários:

  1. Lembrei desse texto do Carlos Orsi: http://blogs.estadao.com.br/carlos-orsi/2010/10/25/qual-o-seu-signo/

    Eu acho que eu não costumo me irritar, com esse tipo de coisa, mas que eu duvido que a separação entre um monte de bolas de plasma sejam capazes de mudar o comportamento das pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Trida, vim aqui para agradecer as indicações que deixou no meu blog (: Já li a 'Insustentável Leveza do Ser' e gostei muito *-* Aliás, gostei de todos os livros do Kundera que já tive a oportunidade de ler, principalmente 'A Lentidão' :D Procurarei o 'On the Road'. E ah, sobre seu post, o triste é que não são poucas pessoas que são assim, não é? Minha mãe, por exemplo, quando conhece minhas amigas já vai perguntando o signo delas e começa a descrevê-las. Nem preciso dizer que morro de vergonha né! D: Haha

    ResponderExcluir
  3. Aloha Ulisses!
    Apenas para complementar existe astrologia, e, também, a mais sensacional e absurda, horoscopia.
    Mas não pode ser assim tão assustador!
    Galbraith afirmou que a única função das previsões economicas é fazer Astrologia parecer respeitável.
    E temos MUITOS analistas e previsões econômicas.
    Grande abraço e
    Aloha!
    p.s. A tirinha do meu signo bateu certinho!!

    ResponderExcluir
  4. Indicação bacana. Obrigado, Leonardo.

    ResponderExcluir
  5. Hahaha... até parece que fui eu quem escreveu esse texto. Não pela maestria como as palavras são usadas, lógico! É que me identifiquei muito com as situações descritas.
    Abção!!

    ResponderExcluir
  6. [...] Deve ser isso…”. Só que as perguntas bizarras não pararam por aí: hobby, cor preferida, signo. Sério mesmo que o Conselho Federal de Medicina (ou o Regional, não faz diferença) deixa alguém [...]

    ResponderExcluir

Site Meter