22 setembro, 2007

Costume de índio


_____Alguns povos indígenas da América, como, por exemplo, os Tupinambás, praticavam a antropofagia. Tal atividade não era feita, como vulgarmente se pensa, para a alimentação da tribo; o canibalismo era, na verdade, uma forma de adquirir as qualidades do adversário capturado. Um índio corajoso, rápido ou forte que fosse comido, daria essas características para aquele que o ingeriu. Aqueles que choravam, demonstravam covardia ou coisas do tipo, eram rejeitados.

_____Acreditar que comer seus inimigos vai fazer com que você adquira suas qualidades pode até parecer, para os nossos olhos, absurdo, entretanto acreditamos hoje em coisas muito mais absurdas. O uso irracional do automóvel, como é mormente utilizado na contemporaneidade, acreditando que ele vai dar segurança, rapidez ou qualquer outra qualidade que ele na verdade não possui é uma atitude bem mais boba do que se tornar um canibal.

_____Inúmeros crimes são praticados por causa dos automóveis, sem falar das guerras por causa do petróleo. Os acidentes de trânsito são a segunda maior causa de mortes não naturais no Brasil* e a poluição (lembrando que 70% da poluição de São Paulo é causada pelos veículos**) mata de 7 a 10 pessoas todos os dias (idosos e crianças, principalmente).

_____A taxa de ocupação dos automóveis em circulação é de 1,2 pessoas por veículo*** e o resultado são os absurdos congestionamentos das cidades. Olhando com atenção, é mais provável adquirir velocidade ingerindo um corredor fundista do que comprando um carro. Olhe alguns números de pessoas/hora transportadas em um metro de rua (por modo de transporte):

a) carro: 170;
b) bicicleta: 1500;
c) ônibus: 2700;
d) pedestres: 3600;
e) transportes sobre trilhos: 4000.****
_____Amanhã, sábado, dia 22 de setembro, será celebrado o “Dia mundial sem carro”. É uma ótima oportunidade para circular pela cidade em que você mora e pensar se o carro é realmente a melhor opção. Eu sou pedestre e usuário do transporte público há muito tempo e, graças às boas leituras, neste ano me tornei, também, ciclista. Só uso carro quando ele realmente é necessário, de maneira muito racional. Se hoje você acha absurda a idéia de se tornar um canibal, reflita se utilizar um carro no seu cotidiano também não é uma idéia absurda.

Dia mundial sem carro

P.S.: Amanhã de manhã, antes do trabalho, estarei participando das atividades na Praça do Ciclista para comemorar o “Dia mundial sem carro”. Quem é de Sampa está mais do que convidado.

P.P.S.: Os dados citados no artigo acima e outros dados também muito interessantes sobre os carros e seus efeitos podem ser encontrados na seção “Apocalipse em números”, do blog :. apocalispse motorizado.

P.P.P.S.: Quem se interessou pelos costumes dos índios canibais, aposto que vai se divertir bastante lendo os textos de Hans Staden.

__________

* Dentatran, 2003.
** Estado de São Paulo, 24/X/2004.
*** CET.
**** Worldwatch.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter