11 novembro, 2012

Jogue uma obra de arte no chão

___Acaba hoje a exposição Lygia Clark: uma retrospectiva, em cartaz no Itaú Cultural desde o dia 1º de setembro. Anunciá-la hoje neste blog seria sem sentido, já que muitos leitores não são de São Paulo e, mesmo os que são, provavelmente não vão ler esta postagem neste domingo (e muito menos ler e sair correndo para o museu).
___Mesmo assim, indico. O Itaú Cultural fez um bom trabalho não apenas na exposição física (na qual montou até obras inéditas, que até então só existiam nas anotações de Lygia Clark*), mas, também, na virtual. É possível acessar por este link um “museu virtual” e conhecer um pouco dos trabalhos da artista mineira.


Bicho de bolso, de Lygia Clark


___Nessa exposição virtual, o internauta poderá passear por trechos do Parque do Ibirapuera, conhecer algumas obras e ouvir explicações. “De que adianta ficar passeando virtualmente se grande parte das obras da Lygia são interativas?”, talvez algum fã da artista, revoltado, questione. Simples: mesmo não sendo o ideal, algumas obras, como as da série Bichos, podem ser “manuseadas” com o mouse. Quem gosta ou quer conhecer um pouco, é uma brincadeira legal; e, para quem odeia arte contemporânea, pode ser uma ótima oportunidade de pegar algumas obras e jogar no chão. É divertido.


Arte Moderna, por André Dahmer.
#####


Indicação de leitura:Queimar a arte para salvar a arte”, de Alex Castro.


__________
* Lygia Clark que morreu em 1988, vale lembrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter