01 maio, 2011

Muros, ironia e espaço público: Parte II – O muro de M. Ulisses Adirt

Parte I aqui.

#####

___Em meados de 2009, um artista resolveu pegar um muro sujo, longo e maltratado, próximo à minha casa, e colar uns cartazes. Eu apreciei bastante. Aquele lugar feio e perigoso tornou-se mais interessante.

Cartazes e o Muro

___Depois de anos ignorando o muro, o “dono”, talvez incomodado com os cartazes e algumas outras pichações, resolveu pintá-lo.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___Foi o convite que os pichadores e grafiteiros estavam esperando. Quiçá incomodados com a eliminação dos cartazes, grafites e afins, quem sabe empolgados pela tinta recente, eles capricharam no trabalho e forraram o muro de escritos.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___O “dono” da parede mandou ver na tinta.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___No entanto, olhem com atenção a imagem acima. Os grafiteiros, mal a tinta havia secado, acrescentaram um trabalho novo. Deixo a obra em destaque.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___E não pararam por aí. Poucos dias depois, novos grafites surgiram, continuando o trabalho do primeiro.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___Mais algumas semanas e novas pichações despontaram pelo local.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___Além dos trabalhos tradicionais, resolveram colocar alguns em alto-relevo – com papéis, plásticos, massinhas, tampinhas e afins.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___Depois de um mês e pouco, chego em casa e vejo o muro pintado (por sinal, muito mal pintado).

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___O interessante, entretanto, é que a mão de tinta que foi passada ignorou completamente a existência da obra em alto-relevo. Sem ligarem para a diferença entre ela e os outros trabalhos, simplesmente passaram tinta em cima.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___O recado estava dado: o alto-relevo podia ficar. Valia a pena até pintá-lo novamente.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___Mais do que isso. Os artistas do muro resolveram fazer várias novas obras com materiais atípicos.

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

Muros, ironia e espaço público – O muro de M. Ulisses Adirt

___O “dono” e suas monocores ainda não reagiram às intervenções artísticas.
___De qualquer modo, atualmente o muro vive. Graças aos artistas, aquele muro não é mais uma parede esquecida, não é apenas um feio entrave à visão. Ainda é um local perigoso de se andar à noite, mas, queira ou não, é um lugar mais agradável.

#####

Série "Muros, ironia e espaço público"

- Parte I – Os muros de Marcelo Rubens Paiva
- Parte II – O muro de M. Ulisses Adirt
- Parte III – De quem é esse muro?

8 comentários:

  1. [...] Parte I – Os muros de Marcelo Rubens Paiva - Parte II – O muro de M. Ulisses Adirt [...]

    ResponderExcluir
  2. Ulisses,

    que máximo você ter documentado a história desse muro. Passo por aí quase todas as vezes que saio de casa pois moro perto do metrô Vila Madalena. Inclusive, vi o dia que o cara estava pregando essa arte preta em relevo, achei bem diferente e interessante.

    Essa é a graça da arte de rua. Fazer algo legal e ao mesmo tempo saber que aquilo é efêmero, mas que quem vê, dá valor. Quando pintam por cima realmente é um convite para renovar a arte.

    Não tinha reparado que tinham pintado em cima do relevo, dei risada aqui!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. :-) Q bom q vc gostou, Re. Eu vivo me divertindo com essas mudanças.

    Diga-se de passagem, não sabia q éramos vizinhos. Se algum dia quiser aparecer aqui para tomar um lanche, é só falar.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. [...] Muros, ironia e espaço público: Parte III – De quem é esse muro? May 13th, 2011 by Ulisses Adirt. ShareAntes, leia a parte I e a parte II. [...]

    ResponderExcluir
  5. (respondendo depois de anos...) Vou fazer a edição do Y! Posts ai com vc! hehehe

    ;)

    ResponderExcluir
  6. [...] Um muro e a arte em espaço público – Um muro cria vida em meio ao cinza da cidade. Artistas dão um jeito de fazer suas intervenções prevalecerem frente à tinta [...]

    ResponderExcluir
  7. Que demais! Estou encantado com essa seqüência de fotografias. Estes artistas é que cuidam dos nossos muros! deixam a cidade muito mais alegre e colorida. E só pra constar, também sou um grande fã de Banksy, artista de rua ativista que faz obras sensacionais! Ótimo post Ulisses.

    PS: Por falar no teu nome, quando é que pretendes voltar para Ítaca?

    ResponderExcluir
  8. Por enquanto, eu estou me divertindo com a Calipso. Ainda vou demorar um pouco. ;-)

    ResponderExcluir

Site Meter