09 maio, 2014

Políticos: responder ou não responder, eis a questão

___Uma professora inteligente com quem eu trabalhei comentou no Facebook: "Nada como o ano de eleição pra fazer um político responder a um tweet seu... hahahaha". 
___Comentei que os políticos costumam responder os e-mails que eu envio. É uma das obrigações de um político eleito prestar contas aos seus eleitores (ainda mais tendo assessores para auxiliá-los nisso). "Quando não respondem", completei, "eu reclamo publicamente.".*
___Ela me mandou o link do tweet dela e descobri, então, que o seu interlocutor foi Geraldo Alckmin, o governador de São Paulo. O caso me lembrou de um tweet que eu enviei.

###

___Quando a PM de São Paulo, alegando coibir a atitude de "manifestantes vândalos", cercou alguns cidadãos em um dos protestos do #NãoVaiTerCopa, o governador twittou: "Ontem a @PMESP agiu com rapidez e inteligência e cercou os vândalos organizados antes que se espalhassem e provocassem depredações."

Governador Geraldo Alckmin apoiando os crimes da PM de SP.

___Como eu não vi nenhuma prova de que aquelas pessoas cercadas aleatoriamente pela polícia militar eram vândalas, resolvi pesquisar. Rapidamente encontrei a notícia de que o jornalista Reynaldo Turollo Jr., que tinha ido ao local apenas a trabalho (não para depredar algo), estava entre os cercados pela PM. Opa, parece que a polícia talvez não tenha tido tanta inteligência assim e acabou pegando pelo menos uma pessoa que não era vândala. Será que pegou mais de uma?
___Mais do que isso, o repórter Reynaldo Turollo Jr. gravou um vídeo do fato e, no meio da gravação, foi agredido por um policial. Eu, que já não achei correto cercar quem foi se manifestar, acho, quase com certeza, que o policial que agrediu o jornalista e os outros que não interviram agiram de forma criminosa.


___Como o tweet do governador apenas elogiava a atitude da PM, achei que valia a pena questioná-lo um pouquinho. Escrevi: "Agredir jornalista/cidadão q estava filmando o cerco foi agir 'com rapidez e inteligência'? http://tinyurl.com/ku5zbm2". Didaticamente, dei até o link/a prova documental de que algo de errado havia acontecido.

Questionando um governador criminoso

___Eu já esperava não obter resposta alguma. Mesmo assim, acho que vale a pena formular algumas hipóteses para entender o motivo para que uma resposta nunca tenha vindo.
- Será que Geraldo Alckmin não me respondeu por não ter conseguido ler o meu tweet? Será que o governador tem poucos assessores?
- Será que o governador de São Paulo não aceita críticas? Será que ele ignora os cidadãos que não o apoiam?
- Será que Alckmin não consegue enxergar os erros da PM? Ou ele aprova todas as atitudes da polícia? Aprova inclusive cercar quem não é vândalo e agredir um jornalista que está apenas filmando?
- Será que o PSDBista não quis admitir o erro que foi apoiar a atitude violenta e antidemocrática da polícia?
- Será que o governador não me respondeu pois mandar um eleitor à merda não faria bem para sua carreira política?
___Não sei a resposta de nenhuma dessas perguntas. Mesmo assim, sem dúvida, sei que o governador de São Paulo aprova que a PM impeça pessoas – que não cometeram crime algum – sejam impedidas de circular livremente por aí. Isso é bem mais triste (e perigoso) do que não responder um tweet. 

__________
* Vale dizer, escrevi para o deputado Jean Wyllys no ano passado e neste ano e ainda não obtive resposta. Infelizmente, mais um ponto negativo para um político que eu tenho apreciado o mandato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Site Meter